27.4.14

FALA SÉRIO, DONA DILMA

SEBASTIÃO NERY -

Rivadávia de Sousa, gaúcho, jornalista, amigo de Getúlio Vargas, assessor de João Goulart, redator da Agência Nacional, preso no golpe militar de 1964, estava depondo no III Exercito:

- O que o senhor sabe sobre enriquecimento ilícito no governo de Jango?

- Nada. Eu é que quero saber quem é o responsável pelo meu empobrecimento ilícito. O coronel mandou-o para casa.

PETROBRÁS

Em Pernambuco, fantasiada com o macacão dos trabalhadores da Petrobrás, a presidente da República, incorporando o realismo fantástico de Gabriel Garcia Marquez, pensando que estava em Macondo, disse que os críticos dos escândalos na Petrobrás são “inimigos da Petrobrás”.

Ora, os verdadeiros inimigos da empresa o pais agora conhece:

1 – São os que desvalorizaram a Petrobrás em 101 bilhões e 500 milhões de dólares, rebaixando-a de 12ª maior empresa do mundo em valor de mercado para a 120ª posição, afetando os programas de investimentos fundamentais para o futuro do desenvolvimento nacional.

2 – São os que nomearam e mantiveram por oito anos o diretor Paulo Roberto Costa na estratégica área de abastecimento e refino. Pela primeira vez na história, um dirigente da Petrobrás foi preso pela Polícia Federal como integrante de uma quadrilha de lavagem de dinheiro.

PASADENA

3 – São os que patrocinaram a compra da Refinaria de Pasadena, a um preço astronômico de 1 bilhão e 200 milhões de dólares, anteriormente comprada pelo Barão belga Albert Frère por 42 milhões de dólares.

4 – São os que lançaram a pedra inaugural da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, com custo projetado de 3 bilhões de dólares e hoje a previsão do seu custo final está próxima dos 20 bilhões de dólares, mostrando o superfaturamento caviloso e nocivo às finanças da Petrobrás.

5 – São os que promoveram o desalinhamento dos preços dos combustíveis em função da demagogia populista, obrigando a empresa a importar derivados de petróleo a preços de mercado e vender internamente a preço bem menor. A cada 30 dias a Petrobrás perde 1 bilhão de dólares.

6 – São os que não respeitam o padrão de excelência em tecnologias inovadoras construídas pelos seus quadros técnicos, ignorando que a Petrobrás responde por 12% do PIB brasileiro, sendo responsável, apesar de tudo, por um programa de investimento maior do que o da União.

LULA E DILMA

7 – São os que levaram o valor das ações da Petrobras a um recorde de desvalorização. Em janeiro de 2003, o seu valor era de R$ 46,56. Hoje o seu teto vem sendo de R$ 16,00. Para atingir o valor real teria de ter uma correção de 223%. Os acionistas minoritários, donos de 48% do seu capital, tiveram suas finanças confiscadas e deterioradas.

8– São os que pela primeira vez obrigaram a Policia Federal a entrar na sede da Petrobrás e ficar de 9 da manhã às 3 da tarde revirando papeis. São fatos chocantes e indesmentíveis e têm como responsáveis os governos Lula e Dilma Rousseff.

Quem são os inimigos da Petrobrás? O ex-presidente da empresa, Sergio Gabrielli, aponta Dilma. Disse e repetiu que “a presidente Dilma precisa assumir suas responsabilidades”. Vem dona Dilma e diz que são os críticos. Fala serio, dona Dilma.

COLLOR

Pela segunda vez o Supremo Tribunal absolveu o ex-presidente Collor das acusações do Impeachment de 1992. O saudoso advogado Evaristo de Morais Filho, o Evaristinho, me disse na época e publiquei:

- Quantas vezes esse processo contra o Collor chegar ao Supremo ele será absolvido. A denúncia do procurador Aristides Junqueira não tem um só fato consistente. É pura bolha. É puramente política.

O lúcido jurista e ex-senador Amir Lando, relator do processo do Impeachment no Congresso, disse a um grupo de estudantes de Direito de Minas, que lhe perguntavam como ele definiria o Impeachment:

- Foi uma quartelada parlamentar.

“O tempo é o senhor da razão”. Só que anda devagar e chega tarde.