29.11.15

AÉCIO ABANDONA ROMÁRIO APÓS ÁUDIOS DE DELCÍDIO

ILUSKA LOPES -

A citação na conversa gravada que levou o senador Delcídio Amaral (PT-SP) à prisão fez com que o presidente Nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), abandonasse o senador Romário (PSB-RJ), segundo informou ontem o site Rio 247.

O tucano cancelou encontros que teria na segunda-feira (30) com o senador fluminense e dirigentes de outros partidos de oposição para articular a criação de uma frente única para disputar a prefeitura do Rio no ano que vem. Delcídio, na gravação em que acerta o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, fala sobre um suposto esquema para limpar uma conta que Romário teria na Suíça.

Aécio articula a criação de uma frente para ocupar o espaço criado pelo enfraquecimento da candidatura do secretário Pedro Paulo, candidato do prefeito Eduardo Paes (PMDB) a sua sucessão. A frente seria composta pelo PSDB, PSD, DEM, SD, PPS e PSC, as forças que se uniram em torno do senador mineiro na eleição do ano passado.

Haveria um encontro separado com Romário. Oficialmente, o motivo do cancelamento, segundo fontes tucanas citadas pelo jornal O Globo, foi a convocação de uma reunião em São Paulo pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para discutir com Aécio a estratégia de enfrentamento da crise política, que se agravou muito nos últimos dias.

Aécio quer remarcar as conversas com Romário e com os demais partidos ainda esse ano. O objetivo é articular uma candidatura única à prefeitura em 2016 que simbolize a oposição ao governo Dilma Rousseff e, no âmbito local, se contraponha à do PMDB de Eduardo Paes.