25.11.15

LAVA JATO PRENDE DELCÍDIO AMARAL DO PT E DEIXE LIVRE OS SENADORES TUCANOS AÉCIO NEVES, ANTONIO ANASTASIA E O EX-PRESIDENTE FHC

EMANUEL CANCELLA -


Senador do PT, Delcídio Amaral, foi preso pela Lava Jato. Delcídio foi filiado ao PSDB de 2008, 2001, trabalhou para Shell, defende a PLS 131/15 do senador tucano José Serra, que visa entregar o pré-sal para as multinacionais. Se prendeu Delcídio, do PT, sob alegação de que poderia atrapalhar o processo, por que não prende o senador tucano, Aécio Neves e Antonio Anastasia, ambos citados por delatores na Lava Jato?

Aliás, o Lava Jato não investiga o governo de Fernando Henrique Cardoso,  na Petrobrás, apesar de citado em várias delações premiadas e de o próprio FHC também  reconhecer no livro “Diários da Presidência”, que um “escândalo” em 16/10/96 acontecia na Petrobrás. Na época de FHC, até uma plataforma afundou de forma muito suspeita, já que é sabido que havia inúmeras irregularidades no contrato, inclusive na ocasião 11 petroleiros foram mortos.

Ao invés de investigar FHC, a Lava Jato prefere perseguir Lula, através do filho, da nora e agora do amigo. Essa operação quer passar para a sociedade a vontade de acabar com a corrupção, mas na verdade o que se vê é a tentativa de destruir o Partido dos Trabalhadores e a Petrobrás, tudo que os tucanos também querem. Aliás, a bem da verdade, FHC, Aécio e Anastasia não oferecem perigo às investigações, pois eles sabem que a Lava Jato jamais vai prender alguém do PSDB. Vale lembrar que Delcídio Amaral é ex- filiado!

É preciso que fique bem claro, como ficou com a prisão do senador petista, Delcidio Amaral: para não ser preso pela Lava Jato não basta ter trabalhado para concorrentes da Petrobrás e ter sido ex-filiado do PSDB, precisa ser um legítimo tucano!

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).