8.12.15

A CARTA DE TEMER A DILMA

ILUSKA LOPES -

O "amigo da onça" Michel Temer, supostamente por causa das declarações de Dilma de que confia nele, enviou à presidente uma carta em tom de desabafo, repleta de queixas. Temer defende que o PMDB e ele sempre foram “extremamente leais” e relembra episódios em que foi tratado como “acessório”.
O furo saiu no Blog do Moreno que publicou a missiva na íntegra.
O vice-presidente da República acusou o governo pelo vazamento. “Escrevi uma carta confidencial e pessoal à presidente da República. Tive o cuidado de mandar pessoalmente a minha chefe de gabinete entregá-la. Mais uma vez avaliei mal. Desembarquei em Brasília agora à noite e me surpreendi com o fato gravíssimo de o palácio ter divulgado uma carta confidencial”, afirmou.
“Eu já tinha me decepcionado quando os ministros Edinho Silva e Jaques Wagner divulgaram versões equivocadas do meu último encontro com a presidente, me deixando mal jurídica e politicamente. Eu havia sido comunicado pelo Eduardo Cunha que ele acolheria o pedido de impeachment. Reconheci seu direito de fazê-lo e depois o ministro Jaques Wagner colocou na minha boca a afirmação de que a decisão não tinha lastro jurídico. Constrangido, tive que desmentí-lo. O acolhimento tem sim lastro jurídico”.
Leia a carta na íntegra, click AQUI