4.12.15

Acusado pela Justiça dos EUA, Del Nero anuncia afastamento da CBF. Dunga cairá com ele?

Via ESPN -

Teixeira, Marin e Del Nero dividiram propinas e 'se uniram para fraudar Fifa e CBF', diz EUA.
O cerco se fechou. Acusado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos de participar do esquema de corrupção presente da Fifa, Marco Polo Del Nero anunciou ainda nesta quinta-feira o afastamento do cargo de presidente da Confederação Brasileira de Futebol. Por meio de um comunicado no site oficial, a CBF confirmou a informação, horas depois de o dirigente ver o seu nome nas acusações comandadas pelo FBI em Washington.

Acuado pelas graves acusações de corrupção, formação de quadrilha e enriquecimento ilícito, Marco Polo Del Nero deixa o cargo apenas 231 dias depois de assumi-lo. O dirigente máximo do futebol nacional indicou Marcus Antônio Vicente, que dirigiu a federação capixaba por 20 anos, para comandar interinamente a Confederação Brasileira de Futebol.

Depois do pronunciamento da procuradoria-geral dos EUA, Marco Polo Del Nero convocou uma reunião de emergência na sede da CBF com os presidentes de federações estaduais e vice-presidentes. Na pauta, o anúncio do afastamento e a indicação de Fernando Sarney para comandar a entidade máxima do futebol brasileiro.

"Ligaram-me e pediram para ir com urgência. Estou no aeroporto em Vitória a caminho do Rio. Vamos entender o que vai acontecer", disse o vice-presidente Marcus Vicente ao ESPN.com.br, sem saber que assumiria interinamente a CBF - o anúncio ocorreu cerca de 20min depois.

Como Del Nero pediu afastamento, o presidente ainda possui o poder de indicar um substituto para ocupar o cargo temporariamente. Em caso de renúncia, por outro lado, assumiria Delfim Peixoto, mandatário da Federação Catarinense e vice-presidente mais velho da organização.

Procurado pela reportagem do ESPN.com.br, Delfim Peixoto declarou que só se manifestará após um posicionamento oficial da CBF, ocorrido no início da noite desta quinta por meio de nota oficial. A princípio, Walter Feldman realizaria um pronunciamento, mas a confederação decidiu apenas emitir um comunicado para declarar a sua posição sobre o assunto.

Confira a nota oficial emitida pela Confederação Brasileira de Futebol:

1. A Confederação Brasileira de Futebol vem a público informar, face às noticias veiculadas nesta data, que o Presidente Marco Polo Del Nero apresentou pedido de licença do cargo com a finalidade de dedicar-se à sua defesa, em vista de ter seu nome mencionado em acusações relatadas pela Justiça norte-americana e pelo Comitê de Ética da FIFA.

2. Em nenhum dos procedimentos relatados foi conferida ciência ao Presidente do conteúdo das acusações, sendo certa sua absoluta convicção da comprovação de sua inocência, tão logo possa exercer os consagrados e constitucionais direitos ao contraditório e à ampla defesa.

3. Neste período de licença, o Presidente, em cumprimento às suas atribuições estatutárias, designa, interinamente, para o exercício da Presidência da CBF o Vice-Presidente Marcus Antônio Vicente.

Leia também: