12.12.15

BAND MATA O 'CQC' E DEMITE EQUIPE

Por ALTAMIRO BORGES - Via blog do autor -


Pelo jeito, os "programas humorísticos" invasivos e preconceituosos estão em declínio. O reacionário The Noite, do ídolo dos fascistas mirins Danilo Gentili, segue com audiências medíocres no SBT. Já o Pânico na TV, da Band, parece que está para acabar. E o CQC, acabou!. A informação foi dada pela jornalista Keila Jimenez, do portal R7:

***
Band enterra ‘CQC’ e demite equipe de surpresa

A tática foi a mesma.

Após anunciar investimento no programa e garantir a permanência do mesmo na programação, a Band resolveu matar mais uma atração de surpresa. Ou de susto.

Com audiência abaixo do esperado,o "CQC" ficará fora do ar em 2016. Foi assim com o "Agora É Tarde", de Rafinha Bastos. Após ser anunciado para o mercado como a grande atração do ano na Band, o programa foi tirado do ar de supetão, no início de 2015, surpreendendo toda a equipe.

Em comunicado oficial distribuído na quarta (9), a Band informa que o "CQC" voltará ao ar em 2017, após um "ano sabático" para descansar a imagem. Quase todo o elenco será dispensado. Apenas Dan Stulbach, principal apresentador, será mantido contratado pela emissora. Mas ele se dedicará a um novo projeto.

Formato argentino da Eyeworks, CQC está no ar desde 2008. No auge, o programa chegou a marcar 5 pontos de audiência e tinha muitos anunciantes e repercussão.  Nos últimos meses, o programa vinha marcando médias inferiores a 2,5 pontos e não bombava mais como antes.

*****

A notícia do enterro do CQC gerou burburinho nas redes sociais. Alguns midiotas, que passaram a odiar a política em função destes programas fascistoides, lamentaram o fim da sua ração. Já outros internautas festejaram. "Até que enfim", ironizou um tuiteiro. O lamentável, porém, é a situação de muitos profissionais da Band, que foram sumariamente demitidos. Com exceção do apresentador, o restante da equipe foi descartada com a promessa de que será novamente chamada em 2017 e com a conversa fiada do "ano sabático". Ninguém acreditou nas bravatas dos carrascos da famiglia Saad!