19.12.15

COCÔ DO CAVALO DO BANDIDO

WILSON DE CARVALHO -

Não aguento mais tantos absurdos e agressões a nós, sociedade. O chefe do estado-maior da PM acaba de ser preso por desvio de dinheiro do HOSPITAL CENTRAL da corporação, em esquema com empresários. Recentemente, uma quadrilha – mais uma - foi presa por desvios de milhões de hospitais municipais. E é só o que ouvimos diariamente.

E a indignação é maior ainda com as ações desses políticos difíceis de serem qualificados, malucos, idiotas, exterminadores, sei lá o quê. Para não dizer outras coisas e me envolver com processos. Desumanos e diabólicos, não temos dúvida. Claro, com raras exceções. Todos conhecemos bons políticos. Como pode, mesmo havendo crise, o que não acredito, aumentar mais ainda o extermínio na área da saúde? E querem uma prova? O Eduardo Paes, que me parece pouco inteligente, declarou recentemente que não havia problema de dinheiro para a prefeitura, que estava tudo okay. E não pode haver mesmo, pois os impostos são os mais caros do mundo. Então, por que a área da saúde dessa mesma prefeitura vem fechando emergências, ambulatórios e até hospitais e UPAs?. Como, se não há crise na prefeitura do Rio? Entenderam?

Para o Estado, também... Afinal, o governador Pezão perdoou, há um mês, mais de R$400 milhões que a Odebrecht teria de pagar ao Estado, pela concessão do Maracanã. E deve ter coberto os mais R$ 150 milhões reclamados como prejuízo pela concessionária das barcas. Afinal, não se falou mais... E, anteontem, anunciou que irá pagar R$38 milhões de energia devidos pela Supervia à Light. Simplesmente pela alegação de desequilíbrio dessa concessionária por força dos últimos aumentos de energia. Como, governador? Sem falar como fica o povo, esses concessionários, incluindo-se o MetrôRio, entre outras, estão faturando horrores. Tanto que o Metrô também não fez o mesmo pedido de perdão de contas da Light. Por quê, governador? Não há um só momento sem trens lotados e com passagens mais caras do mundo. O metrô, mais ainda, pois é um dos menores do mundo e, mesmo assim, pessimamente administrado. Esses que falam em crise derrubaram e construíram outro Maracanã, hoje, apenas um grande ginásio para 78 mil pessoas, e mais quatro estádios para a Copa, quando a FIFA exige oito. Todos inativos e mantidos com dinheiro público, somando-se às obras faraônicas para as Olimpíadas como VLT e o Museu do Amanhã, inaugurado anteontem, acreditem, com a presença da presidenta Dilma, enquanto ela também deixa universidades e hospitais abandonados, com falta de medicamentos e funcionários sem receber pagamentos, etc.etc.

No Rio, o Zoológico também foi fechado depois da morte de animais, entre muitos crimes contra o patrimônio. Na inauguração do Museu do Amanhã, ouvimos frases tipo “Isso é o que queremos para o futuro”, “Para os nosso filhos”, etc. etc. A presidenta Dilma (cheia de olheiras...) disse também que o museu era mais um patrimônio da humanidade e outras abóboras e mentiras costumeiras. O que os políticos pensam que são? Nós, pelo menos, já sabemos o que somos para eles: o “cocô do cavalo do bandido”. Vamos acordar, sociedade.