5.12.15

CONFERÊNCIA NO RIO DE JANEIRO VAI DISCUTIR O EMPODERAMENTO DA MULHER

Via SINPOSPETRO-RJ -

Aparecida Evaristo, vice-presidente do SINPOSPETRO-RJ e secretária da mulher da Força Sindical do Rio de Janeiro.
As mulheres ainda são vítimas de preconceito e há muito a ser feito para diminuir a desigualdade de gêneros. Apesar dos direitos conquistados no mercado de trabalho, ao longo dos últimos anos, as mulheres ainda hoje recebem até 30% a menos que os homens no mesmo cargo. Uma pesquisa realizada entre 48 nações aponta que o Brasil é sétimo país com maior número de registros de violência contra mulheres. Essas e outras questões serão discutidas na Conferência Estadual de Políticas para Mulheres do Rio de Janeiro, que acontece neste fim de semana no Hotel Guanabara, no Centro do Rio de Janeiro. A vice-presidente do SINPOSPETRO-RJ e secretária da mulher da Força Sindical do Rio de Janeiro, Aparecida Evaristo, vai representar as mulheres frentistas no encontro.

O resultado, das discussões e trabalhos desenvolvidos no Rio de Janeiro e demais estados, será apresentado na 4ª Conferência Nacional  de Política para as Mulheres, que acontece em março de 2016, em Brasília. No encontro deste fim de semana serão apresentadas as conclusões dos debates realizados nos municípios do Estado do Rio de Janeiro.

Essas Conferências têm por objetivo debater mais direitos e maior participação da mulher na sociedade, com o empoderamento feminino. De acordo com levantamento feito pelo tribunal Superior Eleitoral, apesar de a mulher representar 52% do eleitorado e 45% do mercado de trabalho, a participação feminina na política ainda é insignificante. Apenas 10% das mulheres ocupam cargos no Congresso Nacional, 11% nas assembleias legislativas e 13,3% nas câmaras de vereadores.

Segundo Aparecida Evaristo, mesmo com as conquistas dos últimos anos a mulher ainda luta no dia a dia contra a desigualdade de gêneros e outros tantos preconceitos. “ Diante da nossa batalha diária, fica explícito  o título de “sexo frágil” não nos pertencem. Somos guerreiras e determinadas”.


*Estefania de Castro, assessoria de imprensa Sinpospetro-RJ.