25.12.15

EDUARDO CUNHA, CORRUPTO, IRRESPONSÁVEL, INATINGÍVEL

HELIO FERNANDES -


Sem ética, sem tática, estratégia, técnica, estética ou genética, ha seis meses domina os acontecimentos, está no centro de tudo. Com abundancia de provas que chegaram da Suíça, não exibiu o menor constrangimento, imobilizou, atacou  ou se acertou com todos.Domina o seu partido, o PMDB , toda a cúpula é aliada ou defensora dele.

“O governo, aterrorizado, fez um acordo ou aliança com ele, apesar de sua definição mais repetida, ser esta:” Sou o único “ferrenhamente contra o governo”. Apesar disso, Dilma e o PT, durante 32 dias, impediram que ele fosse derrotado na comissão da falta de ética só foi enquadrado na "admissibilidade" quando Dilma e o PT, resolveram desapoia-lo.

Garante que anulará a decisão, é o personagem símbolo de tudo o que acontece e vem acontecendo no Brasil. Ninguém esconde o pânico, o pavor, o medo da represália da parte dele. Dilma e o PT mandaram votar contra ele na Comissão da falta de ética, no mesmo dia mandou para o plenário o processo do impeachment. Todos os outros partidos e parlamentares aceitaram a represália sórdida, como "incumbência" regimental do presidente da Câmara.

O Procurador Geral da Republica, levou meses para denunciar o maior corrupto que o Brasil já produziu. Deixou para fazê-lo no ultimo dia antes do recesso, o corrupto ganhou mais 40 dias de impunidade. Resolveu aproveita-los, afrontando e desafiando o próprio Supremo.

Pediu audiência privada ao presidente do Supremo. Lewandowski concedeu, mas antes lotou o gabinete com jornalistas. Cunha entrou n pode falar nada, foi embora. Disse que vai recorrer.

Esta introdução lamentável e pesarosa, é para lembrar do Brasil que vivemos e que durante dezenas e dezenas de anos, foi chamado de país do futuro.

Neste fim de 20l5, falso, mentiroso, trágico, imoral do ponto de vista político decadente economicamente, queremos para cada um dos 204 milhões de brasileiros, a satisfação, a alegria e o bem estar que não tivemos até agora. 20l6 não está pintando com melhores expectativas, mas lutemos, acreditemos, utilizemos como grande arma de conquista, a ofensiva e a resistência.

Como disse Obama e o mundo inteiro repetiu, "NÒS PODEMOS”.