30.12.15

INFELIZ ANO VELHO

MIRANDA SÁ -


Balanço & Esperanças

Dilma Rousseff ocupa a presidência da República ilegalmente, pois sua campanha foi financiada por propinas no esquema de corrupção da Petrobras, para não falar das promessas mentirosas.

De positivo não se aponta uma só realização do seu governo no infeliz Ano Velho de 2015, mas quanto os erros, desleixos, incompetência e corrupção, ela nos trouxe embrulhados no papel celofane da falsidade.

Os presentes de Natal da falsa “gerentona” já foram divulgados amplamente pelas redes sociais, mas não custa anexá-los:

BALANÇO

Rombo de R$ 120 bilhões nas contas públicas;

Maior inflação dos últimos 12 anos e o menor PIB entre os países emergentes;

Desemprego galopante e diminuição da renda dos assalariados;

Corte de R$ 2 bilhões na Educação, sob o silêncio dos pelegos da UNE e UBES;

Fronteiras escancaradas ao tráfico de drogas e armas;

Hospitais fechados ou em espiral falimentar sem os itens básicos de tratamento;

Assalto aos fundos de pensão e fim da Petrobras pela corrupção lulo-petista;

Sucateamento das FFAA, das Agências reguladoras e do transporte público;

Fim da confiança e credibilidade do Brasil no concerto das nações;

Uso criminoso do FGTS sem protesto dos pelegos das centrais sindicais;

Tentativas de ressuscitar a CPMF e tirar a aposentadoria dos trabalhadores;

Crime inominável contra a Lei da Responsabilidade Fiscal – As “Pedaladas”.

Como tudo que tem começo tem fim, eu desprezo o entreguismo dos fanáticos ou oportunistas subservientes da Pátria Grande dos ditadores latino-americanos, desejando aos patriotas brasileiros que me seguem e aos 93% que desaprovam o PT-governo, a renovação da esperança no futuro próximo.

Será no impeachment da Presidente que cometeu crimes contra a Lei de Responsabilidade Fiscal e é leniente com seus parceiros enriquecidos pelo assalto do Erário, ladrões do patrimônio nacional, beneficiários de fundos perdidos, e aproveitadores de verbas públicas através das entidades fraudulentas, autodenominadas “do movimento social”.

ESPERANÇA

Que o Ano Novo de 2016 retome o respeito ao trabalho e não à esperteza de vigaristas públicos e privados… Que os trabalhadores autênticos defendam seus direitos e a pelegagem seja esmagada pelo rolo compressor da História.

Assim, registro o abraço solidário aos resistentes, que não se locupletam neste governo infame, nem abandonam os ideais de Justiça, Liberdade e respeito à pessoa humana.