7.12.15

PAPO DE BAR II

EMANUEL CANCELLA -


O impeachment na política e a virada de mesa no futebol estão se transformando em rotina no Brasil. Essa turma não sabe perder!

Justiça para o Maluf! Ele roubou e não pode gastar o dinheiro, nem aqui nem acolá, mas os tucanos do Trensalão podem gastar, aqui e acolá. O fracasso de Alckmin, no governo, trouxe a público Paulo Maluf pois, segundo seu twiter @paulosalimmaluf, fez  998 escolas e mais de 300 creches e nunca fechou nenhuma. Maluf foi pioneiro na tese: “essa assinatura não é minha e nem essa conta no exterior”. Para os tucanos nem há investigação séria, enquanto Maluf teve até que contratar perito particular! Eduardo Cunha também negou conta no exterior, assim como Romário. A Globo apóia Alckmin, Cunha e Romário/FIFA e nunca apoiou Maluf. Que ingratidão!

Está provado que o PSDB não sabe administrar escolas. Os estudantes e professores deram uma aula de educação e democracia nas ruas. Aula para o Alckmin, de São Paulo, e no Richa, do Paraná!  Os tucanos são incompetentes igualmente para administrar água, vide São Paulo/Sabesp e Mariana/ Samarco. Se o PSDB conquistar à presidência, ao invés da “Pátria Educadora” teremos a “Pátria Espancadora”.

Fique ligado na Globo, que segundo o New York Times é a “TV que ilude o Brasil”. Depois da tentativa do impeachment, vem o quê?
OAB/RJ 75 300

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).