9.12.15

PAPO DE BAR III

EMANUEL CANCELLA -

Eduardo Cunha continua presidente da Câmara até quando? Cadê o STF, a mídia e a justiça, uma operação da Policia Federal, tão eficientes contra o governo e a Petrobras? Até quando vamos ter um bandido à frente de uma das instituições mais importante do país? Cadê a criatividade que foi usada para prender senador, banqueiros e grandes empresários? Ou estão todos com medo do Cunha?

Depois de mais de uma década, o Trensalão chega aos executivos do metrô, já é alguma coisa, porque até hoje nem respingou nos  principais culpados pelo escândalo de recebimento de propina no metrô de São Paulo, o governador Mário Covas (já falecido), José Serra e Geraldo Alckmin. Como Também, depois de mais de uma década, o mensalão tucano não foi julgado. E está prescrevendo e nenhum tucano foi sequer chamado, preso nem pensar. Estão acima da lei? E olhe que ele foi anterior ao do PT! Essa é nossa justiça imparcial? Essa mesma justiça arquiva a denúncia do aeroporto de Claudio contra o tucano Aécio Neves, mas mostra agilidade na Lava Jato, vazando delação premiada para a imprensa, mesmo de forma mentirosa e arbitrária, como a que fez contra o filho de Lula e a cunhada do tesoureiro do PT, entre outras. Aliás, vazou para banqueiro do BTG também! Aproveitando essa boa vontade da justiça com os tucanos, Geraldo Alckmin, também tucano, quer arquivar, por 25 anos, o escândalo da Sabesp e do metrô de São Paulo.

Todo dia a mídia tem uma ou mais matéria sobre a precariedade dos serviços e hospitais públicos e nada falam dos planos de saúde que são recordistas de reclamação no Procom. A saúde pública tem muitos problemas sim, mas os exemplos de bons serviços no SUS e no Médico de Família não aparecem na mídia. Afinal de contas, a mídia quer melhorar a saúde publica ou forçar a sociedade a contratar um plano de saúde?  Vale lembrar se você precisar de uma emergência, num caso de atropelamento ou algo semelhante, vai para a rede pública que irá atendê-lo, bem ou mal. Entretanto se a emergência te levar para um plano de saúde ou hospital credenciado do plano, independente do quadro de saúde, a primeira atitude para saber se vai ou não te atender é saber se está em dia com o plano. Acorde!

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).