28.12.15

PAPO DE BAR XI

EMANUEL CANCELLA -

Para combater a síndrome da grande mídia, diagnosticada e denunciada pelo brilhante jornalista  Sidney Rezende, que lhe custou o emprego de 18 anos na Globo: ”Chega de notícias ruins”.

Economia
Conab: produção agrícola brasileira cresceu 8,2% em 2015. Por falar em ministério da Agricultura, gostei muito da ministra Kátia molha o Serra Abreu!


Vendas na internet aumentam 26% no período de Natal;

Estadão, 27/12/15: Brasil vende casas e carros para a Alemanha;

Saúde
Mais Médicos recebe nota 9 de usuários, diz pesquisa (Carta Capital, 04/08/15). Em dois anos, cubanos ganham preferência a médicos brasileiros (Uol, 11/08/15).

Mídia
E a notícia que a TV brasileira não vai dar, pois vale também para o Brasil, crianças e adultos:

Site R7 de 26/12/15: De acordo com a pesquisa, nos EUA, pela Miner & Co Studios, empresa especializada em reposicionamento de marca e desenvolvimento de novos produtos. A TV não é a primeira tela de escolha para crianças que têm acesso a tablets e smartphones. Mais da metade (57%) dos pais entrevistados disseram que seus filhos agora preferem assistir a vídeos em um dispositivo portátil,  em vez de ver na TV. Os dispositivos móveis são tão populares entre as crianças que quase metade dos 800 pais questionados na pesquisa relataram que confiscam tablets e celulares como punição de castigo para as crianças. Antes, os pais proibiam de ver televisão! Entre os entrevistados, 41% dos pais disseram que seus filhos olham celulares e tablets até enquanto lancham.

Argentina
- “Macri nomeia por decreto dois juízes para Corte Suprema de Justiça da Argentina” Opera Mundi de 15/12/15. A Corte é composta de 5 juízes! Macri ainda tem a desfaçatez de chamar de anti democrata o presidente da Venezuela! Imagine se Nicolás Maduro ou Dilma fizesse isso?

- Ainda a Argentina: Macri retira Senado TV do ar; medida viola convênio com Parlatino e afeta 23 países. Opera Mundi - 26/12/2015 - “Isto joga fora anos de trabalho e esforços que foram feitos desde o Parlatino para democratizar o acesso aos meios e a população às sessões do Parlamento, portanto, lesiona o direito à informação oportuna e verdadeira dos povos da América Larina e do Caribe”, destacou ex-presidente do órgão, Carolus Wimmer.

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).