3.12.15

QUEM MAIS ESTÁ APOIANDO A TENTATIVA DE GOLPE CONTRA NOSSA CONSTITUIÇÃO FEDERAL? EDUARDO CUNHA, AÉCIO NEVES...

EMANUEL CANCELLA -

Barganha para obter propina, realizada reiteradas vezes por Eduardo Cunha, essa Dilma nunca fez!

É muito importante que a sociedade saiba contra quem vai ter que lutar para barrar o golpe contra a nossa democracia. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, abriu o processo de impeachment e Aécio Neves, do PSDB, candidato derrotado por Dilma já saiu em apoio a Cunha. É preciso saber a posição do PSDB  e de outros partidos que estejam apoiando esse golpe,  já que ele rasga a nossa lei maior, a Constituição Federal.

Cunha é um bandido travestido de deputado. Um dia depois de abrir o processo de cassação de Dilma, Eduardo Cunha veio a público dizendo que Dilma mentiu à nação ao negar a tentativa de barganha. Dilma, em sua fala à nação, não mentiu, pois ela falou em barganha espúria, por exemplo, como a praticada por Eduardo Cunha em beneficio próprio.

A barganha, para aprovar projetos em beneficio da nação, de estados e municípios, é praticada o tempo todo pelo governo e Congresso Nacional. A base de apoio de todos os governos é conseguida através de barganha onde por exemplo, ministérios e outros órgãos do Estado são negociados com partidos para atrair base parlamentar.

É também barganha lícita o governo, para obter votos, liberar emenda de parlamentares em beneficio de estados e municípios. Essa barganha é parte do jogo democrático! A barganha a que Dilma se referiu e disse que não faz, é a que o nada ilustre deputado Eduardo Cunha fez para obter benefícios próprios pecuniários com o banco BTG Pactual, com a Petrobrás, com a rede D’Or, e provavelmente outras que ainda não tomamos conhecimento. E sua excelência sabe que essa barganha é crime, tanto que mandou depositar esse dinheiro chamado mais comumente de “Propina”, na Suíça. Aliás, Cunha negou a existência dessas contas, mas foi desmascarado! É bom que se diga que, o golpe dando certo ou não, esse parlamentar precisa ser cassado e preso, ou nossas instituições restarão totalmente desmoralizadas depois de tudo isso. Incrível que ele ainda continue presidente da Câmara!

E a sociedade quer saber, além de Cunha e Aécio, quem mais vai apoiar o golpe?

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).