2.12.15

SINDICATOS DEBATEM EM BRASÍLIA A IMPORTÂNCIA DO FINANCIAMENTO SINDICAL

Via SINPOSPETRO-RJ -

O conturbado momento político pelo qual passa o país não afeta apenas os investimentos econômicos e os projetos governamentais, mas também diretamente os trabalhadores. Com a crise, cresce o número de desempregados no país e várias categorias sofrem com a estagnação dos salários. Nesse momento de incerteza, o movimento sindical é fundamental na representação dos interesses e na defesa dos trabalhadores. E para manter a estrutura organizacional dos sindicatos e brigar contra as oligarquias é preciso recurso. A discussão sobre o financiamento sindical, hoje, se faz necessária e urgente, por isso sindicalistas de todo o país filiados à Força Sindical estão reunidos em Brasília para analisar o tema. O presidente do SINPOSPETRO-RJ, Eusébio Pinto Neto, que faz parte da Operativa Nacional da Central, também participa do encontro que se estende até hoje, quarta-feira.

Ontem, terça-feira, os sindicalistas analisaram a prestação de contas da Executiva Nacional da Força Sindical relativa ao exercício de 2014. Os gastos da Central Sindical, assim como a previsão orçamentária para 2016 foram pautas de discussões. No final do dia, os sindicalistas participaram da inauguração do escritório da Força Sindical, em Brasília.

Hoje, os debates dos dirigentes da Força vão se concentrar no financiamento sindical. Os sindicalistas vão discutir propostas que serão encaminhadas à Comissão Especial da Câmara dos Deputados, que estuda formas de custeio para manter o trabalho das entidades. O objetivo da comissão é elaborar um projeto de lei que resolva, em definitivo, a regulamentação das contribuições aos sindicatos.

Em quase todo o país, independente da categoria representada, os sindicatos enfrentam dificuldades para captar recursos através da contribuição assistencial. A taxa aprovada em assembleia dos trabalhadores tem anuência do Ministério do Trabalho e Previdência Social, que homologa a Convenção Coletiva. O recurso permite ao sindicato estruturar, fortalecer e aprimora suas atividades em benefício dos trabalhadores.

Para o presidente do SINPOSPETRO-RJ, Eusébio Neto, se todos os trabalhadores participassem efetivamente do sindicato, a discussão sobre o custeio das entidades seria nula. Além de fortalece a categoria, a participação no movimento sindical reduziria significativamente o abismo social no país, já que os trabalhadores estariam unidos e mais consciente da importância de cada indivíduo na sociedade. “ A luta do movimento sindical vai além da conquista por melhores salários. Temos que pensar a sociedade como um todo reivindicar também melhores condições de saúde, educação, moradia e saneamento básico”.

Segundo ele, só com o fortalecimento das entidades sindicais, o povo brasileiro conseguirá barrar no Congresso projetos nefastos que ameaçam mutilar o trabalhador.

*Estefania de Castro, assessoria de imprensa SINPOSPETRO-RJ.