11.12.15

TEMER TEM LICENÇA PARA CONSPIRAR

HELIO FERNANDES -


O Jaburu está em festa permanente, café da manhã, almoço e jantar, tudo por conta do cidadão-contribuinte-eleitor. Obteve esse alvoroço (não confundir com prestigio), apenas com uma carta vazia e sem sentido, pretendia que fosse confidencial.  Boechat, ontem, mostrou na sua ouvidissima Radio Bandeirantes, opinião de especialista que assinalou cinco erros graves de português. Outros, com relacionamento pessoal, admitem que a carta possa não ter sido escrita por ele, hipótese que lá levantei.

De qualquer maneira, assim que a carta foi publicada, Dona Dilma decidiu logo que precisava se encontrar com o vice. Antes de a carta ser publicada, na entrevista com os 32 professores de direito, Dona Dilma revelou voluntariamente: "Não falo com Temer ha vários dias, não sei onde ele está". Saberia no dia seguinte ao receber a comunicação. Imediatamente chamou o Ministro Berzoini, disse simplesmente: "Convide o Temer para um encontro aqui no Planalto".

Berzoini cumpriu as ordens, Temer, arrogante, pretensioso mas sabendo que dominava a situação, disse apenas:" Desculpe,mas não marco audiências pelo telefone".E desligou. Dona Dilma mandou então o Ministro Jaques Wagner ir conversar com o vice, marcaram o encontro para o dia seguinte. Pouco para se dizerem, os dois revelaram a mesma versão:" Teremos um relacionamento profissional e institucional  que sirva ao país". Que outro relacionamento poderia haver entre uma presidente no cargo, e o vice, que se apresenta e se representa, como a unica expectativa ou possibilidade de mudança ou substituição.

Continuando a "conspiração institucional", demitiu o líder do PMDB, Picciani, por ser amigo de Dilma. Mas que vexame, a diferença foi de 1 voto, Picciani ameaça voltar. E indicou para o cargo, Leonardo Quintão, convidado para Ministro de Dona Dilma. Conspiração é certo, mas parece muito com obsessão.

Não querendo fugir do noticiário, sem aparecer fisicamente, falou para o jornalista Bernardo Mello Franco, que publicou ontem. Três frases irrespondíveis e que representam o contrario do que está pensando e fazendo. 1-"Virar presidente com deslealdade, é ruim”. 2- " Eu jamais cometeria ato de deslealdade institucional, macularia meu currículo".

“3-” Fiz uma carta pessoal, não um manifesto político. Se soubesse que seria vazada, não escreveria"..

Macri, Maduro, Kirchner

A posse do presidente eleito da Argentina estava marcada para o dia l0 ao meio dia. Ele soube que a presidente que deixava o cargo , organizara grupo grande de manifestantes para tumultuar   o evento cívico.  Requereu então ao Tribunal de Justiça  Eleitoral, que marcasse o evento para meia noite e um minuto,quando o dia 10 começava .Foi muito   justamente atendido,nenhum tumulto.

Desespero de Dona Kirchner e Maduro, apesar do presidente da Argentina ter dito publicamente que não pedirá a suspensão da Venezuela do Mercosul. O grande e indiscutível problema: o Mercosul se reúne no dia 21, Macri e Maduro estarão juntos. O que acontecerá?

Quem irá fechar a Comissão de Ética?

O país não suporta tanta bandalheira, baixaria, indignidade, um grupo de deputados teleguiados pelo corrupto, Eduardo Cunha, afronta toda a comunidade. Ontem, pela sétima vez, não foi resolvido nada, houve apenas xingamentos, agressões, palavrões. Dois deputados mais audaciosos e covardes, socaram no rosto um deputado que estava sentado, nem pôde se defender.

O que ninguém consegue explicar: a Comissão tem 21 membros, apenas 7 fazem o jogo sujo do presidente. E os outros 14 que são declaradamente contra o chantagista? O presidente da Câmara, ha meses confessa o objetivo principal: não ser julgado antes do recesso. Se ele não for afastado e preso imediatamente, essa Comissão terá que ser impedida e o julgamento passar para o plenário da Câmara. A Câmara não pode ser enxovalhada diariamente, por causa da omissão e da cumplicidade geral.

1- Como só se fala de corrupção, não podemos esquecer do presidente da CBF, o notório Del Nero. Ha quase 7 meses não sai do Brasil, com medo de prisão ou extradição. Fugiu da Suíça, logo que o sócio e amigo foi preso.

2 - Agora está oficialmente investigado pelo FBI, se licenciou do cargo, colocou no lugar um apaniguado, que assumiu declarando: "Não quero saber de fiscalização, meu objetivo é administração".

PS - Perguntinha ingênua, inócua, inútil: esses 20 clubes que disputam o brasileirão, não têm um nome para construir ou reconstruir o futebol brasileiro e salvar as próprias instituições? A corrupção mergulhou fundo, como no caso do presidente da Câmara. Mas já vi a carteira de identidade de alguns dirigentes, nem todos são Eduardo Cunha.