15.1.16

A AGILIDADE DO SÉRGIO MORO E DO RODRIGO JANOT PARA PUNIR O PT É A VELOCIDADE DA LUZ, JÁ PARA OS TUCANOS, NEM A PASSOS DE TARTARUGA, POIS A INÉRCIA É TOTAL

EMANUEL CANCELLA -

“Usam a LAVA JATO como chantagem, mas a democracia sobreviverá


A gana contra o PT é tão grande que levou o juiz Sérgio Moro a mentir que faltava dinheiro na PF para consertar os carros e pagar  conta de luz. Sendo que o dinheiro estava depositado, com sobras, na conta da PF. Nesta semana o Moro vazou também que Cerveró delatara um recebimento de propina para repassar à campanha de Lula, agora mudam a versão da delação e tiram a referencia à Lula. O detalhe é que o nome do Lula, mais uma vez, foi manchado de forma criminosa! Essa celeridade contra o PT não se observa contra o PSDB! O mensalão tucano, que é anterior ao do PT, está prescrevendo sem julgamento. São mais de 17 anos e o processo não anda! Quanto ao tucano FHC, há inúmeras denúncias, e verdadeiras, e a Justiça finge que não vê, pois  segundo delação na Lava Jato, o mesmo recebeu 100 milhões de propina, na compra a petroleira argentina;  agora também, na Lava Jato, o deputado do PP, Pedro Correa, denuncia propina da compra de votos para sua reeleição, fato já divulgado na época pela Folha, com nome dos deputados e valores pago pelo voto, veja abaixo. Aliás, FHC confessando, em livro, que havia corrupção na Petrobrás, em seu governo, é suficiente para a Justiça se manifestar contra ele!

E não podemos nos esquecer da promessa de Rodrigo Janot, de que iria analisar, depois do recesso, a segunda denúncia contra o senador Aécio Neves, só na Lava Jato.

Viva, finalmente o PGR Rodrigo Janot se manifestou hoje, 14, contra um parlamentar. Puts, é mais um do PT! Janot pede ao STF a perda do mandato do deputado petista Vander Loubet. Aí vem à cabeça a denúncia do delegado da PF, para a sociedade entender melhor esse imbróglio que envolve o Juiz Sérgio Moro e o PGR Rodrigo Janot, na afirmação no delegado da PF  Armando Rodrigues Coelho Neto ao Jornal GGN, 09/01/16, em 7/01/2016: “Sr. Repórter... (...) A PF não está lutando contra a corrupção e sim contra o PT. (..) Usam a LAVA JATO como chantagem, mas a democracia sobreviverá”.


*Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).