13.1.16

O NOVO CAVALEIRO DA ESPERANÇA: JUSTIN TRUDEAU

Por SUNAMITA DA SILVA CAMPISTA -

Primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, durante Cúpula do G20 ao lado da presidente Dilma Rousseff.
O Canadá que aparece nas manchetes com artistas como Tiffany, Avril Lavigne e as atitudes aborrecentes de Justin Bibier, agora começará à ouvir também o nome do seu mais novo Primeiro-Ministro Justin Trudeau. Filho do Ex-Primeiro Ministro Pierre Trudeau, têm como herança genética a política de seu pai, do qual deve herdar seu talento. Como grande promessa, já fora comparado à outro veterano político como o Ex-Presidente e atual Senador do Uruguai, Pepe Mujica, devido suas iniciativas progressitas, como o caso da liberalização da maconha para consumo individual. Agora lanço uma outra comparação, mas, cada um em sua época, com o Cavaleiro da Esperança do Brasil Luís Carlos Prestes, que saiu Brasil afora pregando um sociedade mais igualitária e mais justa, inclusive indo para outros países estudar e lutar como a Bolívia e a URSS: a expressão cavaleiro vem devido o Canadá ter a famosa Real Polícia Montada. O brasileiro Luís Carlos Prestes (1898/1990) foi um militar e político comunista brasileiro. Foi secretário-geral do Partido Comunista do Brasil - PCB e foi companheiro de Olga Benário, morta na Alemanha, na câmara de gás, pelos nazistas. Foi eleito um dos 100 maiores brasileiros de todos os tempos, por concurso realizado pelo SBT e pela BBC em 2012.Luís Carlos Prestes liderou um grupo de rebeldes, que percorreu por dois anos e cinco meses 25.000 km,inclusive entrando na Bolívia para refugiar-se(país onde estudou sobre socialimo,como na exinta URSS).Não haviam analfabetos na tropa,onde ajudou a erradicar a pobreza e a ignorância política. Em toda esta volta, as baixas foram em torno de 750 homens devido à cólera, à impossibilidade de prosseguir por causa do cansaço e dos poucos cavalos que tinham, e ainda poucos homens que morreram em combate.Prestes, foi apelidado de "Cavaleiro da Esperança".Lembrando que Brasil e Canadá possuem dimensões semelhantes em seus territórios,com cerca de nove milhões de quilômetros quadrados.A expressão cavaleiro vem devido o Canadá ter a famosa Real Polícia Montada.

Desde sua independência em 1º de Julho de 1867 (através do Ato da América do Norte Britânica), o Canadá tem fortes tradições democráticas mantidas por um governo parlamentar de uma monarquia constitucional,fundada nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e sua autoridade originária é da população canadense,quem realmente comanda os destinos do país. O soberano é a Rainha Elizabeth II do Reino Unido, que também atua como Chefe de Estado de outros 15 países da Commonwealth. Como tal, o representante da Rainha, o Governador-Geral do Canadá, atualmente David Johnston, cumpre a maior parte dos deveres reais no Canadá mas reside principalmente no Reino Unido de formas totalmente simbólicas,pois o uso dos poderes executivos é dirigido pelo seu Gabinete, uma comissão dos ministros da Coroa responsável perante a Câmara dos Comuns eleita, e liderada pelo Primeiro-Ministro do Canadá atualmente Justin Trudeau (filho mais velho do Ex-Primeiro Ministro Pierre Trudeau (18/12/1919-28/09/2000, considerado o Pai do Canadá moderno) como Chefe de Governo. Cada Membro do Parlamento na Câmara dos Comuns é eleito por maioria simples em um distrito eleitoral. As eleições gerais têm de ser convocadas pelo Governador-Geral, à conselho do Primeiro-Ministro, no prazo de quatro anos após a eleição anterior o que corresponde aos mandatos eletivos ou podem ser desencadeadas pela derrota do governo em um Voto de Confiança na Câmara dos Comuns. Os membros do Senado, cujos assentos são distribuídos numa base regional, podem servir até aos 75 anos de idade.

Outra coisa notável no Canadá moderno é seu BILINGUISMO, O GRANDE LEGADO DE PIERRE Philippe Yves Elliott TRUDEAU, como 15º Primeiro-Ministro do Canadá,foi considerado uma figura carismática que entre o fim da década de 1960 até meados da década de 1980 dominou a cena política canadense.Trudeau governou o país por quinze anos, mais do que qualquer outro primeiro-ministro com exceção de William Lyon Mackenzie King,mesmo tempo Getúlio Vargas no Brasil(o Presidente mais tempo no poder do Brasil e que realizou grandes avanços sociais,tecnológicos e culturais no nosso país).Seu governo foi marcado por avanços sociais e institucionais, com uma política econômica voltada com a esquerda. Em 1970, lidou com uma crise interna a respeito da situação da província de Quebec e preservou a unidade nacional, ajudando a forjar, dentro de uma sociedade multicultural, um sentimento pan-canadense mais forte. Instituiu várias reformas, como a implementação do bilinguismo oficial no Canadá (com inglês e francês se tornando juntas as línguas oficiais do país). Estabeleceu a CARTA CANADENSE DOS DIREITOS E DAS LIBERDADES (diferente por exemplo do governo golpista do Maidan que entrou na Ucrânia, tentando extinguir o russo,língua materna dos russófonos do leste do país,que reagiu e tem poderes independentistas. Foi criticado por ser considerado arrogante e por não lidar tão bem com as questões econômicas, além de centralizar o mecanismo de decisões políticas canadenses, em detrimento da soberania de Quebec e da região das pradarias. Teve popularidade razoável durante seu governo, com o público tendo uma opinião mista e polarizada à respeito de suas conquistas no cargo,algo que no futuro valorizariam colocando-o como um dos melhores Primeiros-Ministros da história de seu país.

Quando o grande problema eram os EUA no passado devido disputas territoriais,agora voltam à ser de novo os EUA com o TTP (Tratado Transatlântico), uma forma de ditadura econômica que foi desvendada pelo site wikileaks,onde muitos cidadãos daquele país já começaram à se manifestarem pela Rede,e em muitos comentários como:"Obviamente, o TTP terá as mesmas consequências no Canadá. Temos que parar com isso agora!!!" ou "Por favor, pare a assinatura do TTP no Canadá.É antidemocrático e coloca canadenses comuns debaixo de um jugo corporativo". Fonte:Wikipédia e Sputnik Brasil. Para Oliver Stuenkel, professor de Relações Inter nacionais da FGV em São Paulo, a TPP ainda enfrentará muitos desafios para sair do papel.Para vigorar, o acordo terá de ser chancelado pelos Parlamentos de seus integrantes.Nos Estados Unidos, o presidente Barack Obama enfrentará a oposição de parte da bancada do seu próprio partido (Democrata) para aprová-lo. Stuenkel diz que em outros países, como o Vietnã, a aprovação interna da parceria também é incerta.O atual governo de Justin Trudeau já prometeu barrar tal acordo,caso não passe pelo crivo da sociedade canadense.

O sigiloso tratado,desvendado por Julian Assange do Wiki,fala também do Tratado Transatlântico de Comércio e Investimentos (TTIP), entre os Estados Unidos e a União Européia que parecia imbatível, uma espécie de "Cavalo de Tróia" das multinacionais, mas a verdade é que serve apenas de "cortina de fumaça" para ocultar a verdadeira aliança neoliberal planetária: o Acordo de Comércio em Serviços — TiSA (Trade in Services Agreement, na sigla em inglês) — compromisso ainda mais antidemocrático de intercâmbio de serviços entre 50 países, que não só está sendo negociado sob o mais absoluto segredo mas, além disso, deverá continuar escondido da opinião pública durante mais cinco anos, quando já tiver entrado em vigor e condicionará 68,2% do comércio mundial de serviços.O TiSA, o acordo global de comércio contra os Brics, onde EUA, UE e bancos querem tratado que impediria sociedades de ir contra as grandes empresas; países dos Brics estão de fora da negociação(para sorte do Brasil e demais BRICS,que irão sentir os efeitos de desestabilização que trará à outros países como se fosse um tsunami(ou uma marolinha como dizia LULA rsr). O WikiLeaks vazou o conteúdo das negociações clandestinas de meia centena de governos que buscam estabelecer um acordo mundial secreto de comércio internacional de serviços, que passará por cima de todas as regulações e normativas estatais e parlamentares, em benefício de grandes empresas.Por isso a perseguição implacável para justiçar ASSANGE da forma mais severa possível,onde o mesmo se encontra refugiado na Embaixada do Equador em Londres/UK,por alegações sem fundamentos de supostos abusos sexuais,que estão se extinguindo na Justiça Sueca.Dados:Wikileaks.

Filho do ex-primeiro ministro canadense Pierre Trudeau (1919/2000), Justin Trudeau, de 44 anos, levou o Partido Liberal e uma coligação à esquerda ao poder após uma década de domínio conservador,sendo segundo político mais jovem a assumir o governo de seu país,na qual teve uma infância confortável e já viajou por mais de cem países(diferente de Prestes e Mujica-que passou 13 anos na cadeia e foi considerado o presidente mais pobre do mundo,mas rico em benevolência, dentre outros),volta a residir no palácio presidencial onde passou a infância morando com seu pai o ex-primeiro ministro Pierre Trudeau,que fez um governo voltado à esquerda e contra o atraso no Canadá e que no presente momento encontra-se com a economia combalida e que na sua posse tinha o cartaz exibido por Robert Boisvert, aposentado, em meio a uma multidão entusiasmada,que dizia:"Just in Time, Justin" (Bem a tempo, Justin)."Depois de 10 anos de governo conservador, esta mudança de governo é histórica, um governo um pouco menos secreto", disse Boisvert a reportagem da AFP-Agência France-Presse. Essas duas trajetórias parecem ter pouco em comum, mas as propostas do jovem político canadense – que incluem legalizar a maconha e refundar as relações com os povos indígenas – têm despertado reações similares às suscitadas pelo veterano uruguaio,onde o mesmo já admitiu ter usado a erva algumas vezes e disse ainda que desde 2006 mais de 465 mil jovens tiveram suas vidas arruinadas pela criminalização do uso da maconha,sendo que ela é menos prejudicial que o cigarro e o álccol.Segundo dados da BBC Brasil listou cinco das principais plataformas de governo de Justin Trudeau que têm lhe atraído a simpatia de progressistas – e a reprovação de conservadores – mundo afora.Defende a legalização da maconha desde quando em 2008 quando se tornou parlamentar na Casa dos Comuns. Poucas semanas depois de assumir o cargo, em novembro de 2015, ele despertou a atenção internacional ao receber pessoalmente um grupo de refugiados sírios quando muitos países restringem a entrada de estrangeiros e numa mensagem de Natal disse:"nossos valores de compaixão, gentileza e generosidade".Trudeau se comprometeu a receber 25 mil refugiados sírios no Canadá até fevereiro. O número é 2,5 vezes maior que o total de refugiados sírios que o governo dos Estados Unidos se disse disposto a aceitar e mais de dez vezes o que o Brasil recebeu entre 2011 e agosto de 2015.Na relação com povos indígenas uma de suas prioridades são os povos indígenas, também conhecidos no Canadá como as Primeiras Nações e que compõem 4,3% da população do país. Para o premiê, grupos indígenas e o governo devem negociar "de nação para nação".Mais impostos para os ricos Justin Trudeau aumentou em quatro pontos percentuais o imposto sobre a renda dos mais ricos.Canadenses com renda anual superior a 200 mil dólares canadenses (R$ 572 mil), que são 1% da população, passarão a pagar uma alíquota de 33%. Já o imposto de renda sobre canadenses com renda média (salários anuais entre R$ 129 mil e R$ 259 mil) baixou de 22% para 20,5%. O ministro das Finanças, Bill Marneau, disse que a mudança busca tornar o sistema tributário "mais justo para quem mais precisa – aqueles na classe média".

O que mais encanta em Trudeau é alegação de suas próprias palavras em dizer:"Eu sou feminista. Tenho orgulho de ser feminista", disse durante uma entrevista em outubro,antes de tomar posse.Já como Primeiro Ministro elegeu como ministra da Justiça Jody Wilson-Raybould, uma indígena canadense que chefiou as Primeiras Nações da Columbia Britânica (oeste). Ela será a responsável por implementar a promessa do novo premiê de lançar uma investigação pública sobre desaparecimentos e assassinatos inexplicáveis de mulheres indígenas no país.Outra mulher que comporá o gabinete de Trudeau é Catherine McKenna, que comandará o Ministério do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas e representará o Canadá na Conferência das Nações Unidas sobre o Clima (COP21), entre novembro e dezembro, em Paris.Stephane Dion, que foi ministro do Meio Ambiente antes da chegada dos conservadores ao poder, em 2006, foi escolhida para comandar o ministério das Relações Exteriores, enquanto o empresário Bill Morneau será o novo ministro das Finanças.Situando o Partido Liberal mais à esquerda que o habitual, Trudeau venceu por ampla maioria as legislativas de 19 de outubro, seduzindo os eleitores com a promessa de reduzir os impostos para a classe média, legalizar a maconha e aumentar os investimentos em infra-estruturas.Entre os escolhidos, há ainda dois indígenas, uma deficiente visual, um gay e quatro ministros de origem indiana. Ao escolhê-los, Trudeau (que já poe levar em seu nome de governo,o do pai,diferentemente do menino rebelde Justin) disse ter levado em conta a diversidade do Canadá e a representatividade da sociedade canadense.Pelo menos o jovem Primeiro Ministro Canadense está mais que nunca se mostrando como um Cavaleiro da Esperança em atitudes logo nos primeiros meses de governo,e um cavalheiro com o povo canadense que,ao meu ver poderá ser um Cavaleiro da Esperança,com atitudes cavalheiras e benevolentes para esse mundo que está carente de referências.

* Sunamitada da Silva Campista é jornalista e colabora no site TRIBUNA DA IMPRENSA ONLINE.