13.1.16

PAPO DE BAR XV. SETE CONCURSOS PÚBLICOS PARA FICAR DE OLHO EM 2016

EMANUEL CANCELLA -


FHC e Aécio Neves
Como prometido pelo PGR Rodrigo Janot, a sociedade espera uma conclusão e a aceitação das denúncias contra Aécio Neves, duas vezes delatado, bem como de FHC, este pelos cem milhões de propina, pela compra de petroleira na Argentina. Provas não faltam mais!

Em resposta à mídia que prega o desemprego em massa: Sete concursos para ficar de olho em 2016.

IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) já abriu as inscrições de concurso público com 600 vagas. O prazo para se candidatar ao certame vai até o dia 28 de janeiro.

Correios
Anunciado desde o ano passado, o concurso para carteiro e operador de triagem e transbordo (OTT) ainda não saiu do papel. Em nota, a empresa informa que está “reavaliando os estudos sobre a quantidade de vagas a serem preenchidas, bem como a necessidade de força de trabalho em cada localidade”. A reavaliação ocorre em decorrência de determinação do Departamento de Coordenação e Controle da Empresas Estatais (DEST), que estabeleceu novo limite ao quadro de efetivo dos Correios.

INSS
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) abriu concurso público para o preenchimento de 950 vagas em carreiras da autarquia: 800 são de nível médio para técnico do seguro social e 150 para analista do seguro social, destinadas exclusivamente a graduados em serviço social. Os salários iniciais são de R$ 4.886,87 e R$ 7.496,09, respectivamente.

As inscrições já estão abertas e vão até o dia 22 de fevereiro pelo site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe). O edital pode ser acessado no Diário Oficial da União e no site do Cespe.

Caixa Econômica Federal
O banco estatal diz que não há previsão de realização de novos concursos. Contudo, a validade da atual seleção termina em 16 de junho de 2016. Logo, se a Caixa precisar de funcionários em seu “banco de reserva” terá de realizar uma nova seleção. O banco ainda esclarece, por meio de nota, que o “concurso 2014, para o cargo de técnico bancário novo, foi realizado para composição de cadastro de reserva, sem obrigatoriedade de aproveitamento de todos os candidatos.” O Banco do Brasil, outra estatal que costuma realizar concursos anualmente, não confirma a abertura de novas vagas.

Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina
O Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina lançou concurso público para preencher 50 vagas de auditor fiscal de controle externo, nas especialidades de administração, contabilidade, direito, economia, engenharia civil e informática. A remuneração chega a R$ 11.607,42. As inscrições já estão abertas e vão até 3 de fevereiro, pelo site do Cespe. O concurso terá fases de provas objetivas e de avaliação de títulos.

Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região
O Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, com jurisdição no Pará (PA) e no Amapá (AP), divulgou edital de concurso para os cargos de Analista Judiciário e de Técnico Judiciário. Também haverá a formação de cadastro de reserva. As chances estão divididas entre diversas áreas de formação, com remunerações que alcançam R$ 5 mil para nível médio e que variam entre R$ 8 mil e R$ 10 mil para nível superior. As inscrições para a seleção ocorrem entre 8 e 27 de janeiro, no site do Cespe. Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetiva e discurs iva, previstas para serem aplicadas em 13 de março, nas cidades de Belém (PA), Marabá (PA), Santarém (PA) e Macapá (AP).

Unifesp
A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) vai realizar concurso com 214 vagas para todos os níveis de escolaridade. As inscrições já estão abertas e ocorrem até 5 de fevereiro pelo site da Vunesp. As vagas possuem salários iniciais de R$ 1.739,04 aR$ 3.666,54, mais auxílio alimentação de R$ 458,00. A distribuição das oportunidades será entre os diversos câmpus: Baixada Santista, São José dos Campos, Diadema, Guarulhos, Osasco e São Paulo.

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).