23.2.16

AGORA VAI LEGALIZAR

ANDRÉ BARROS -


Desde a legalização no Uruguai e o avanço nos Estados Unidos da América, muitas pessoas vêm dizendo que agora a maconha vai legalizar no mundo e no Brasil. Falam como se fosse inevitável e como se já estivesse determinado, ainda com ares contemplativos e superiores. Se esta postura persistir, vamos ter de esperar algo que talvez nem aconteça.

Mas quem vai legalizar a maconha no Brasil? A Dilma Roussef, o Congresso Nacional, o STF ou uma resolução da ONU? Quem vai legalizar o beque? Nenhum deles! Somos nós que vamos legalizar, maconheiras e maconheiros do Brasil.

Somos sujeitos da história e ela depende da nossa atitude, só nós podemos transformá-la. Os fatos históricos estão aí para explicar que nada acontece do acaso, mas sim nas lutas das mulheres e dos homens. A legalização vem acontecendo e avançando em países onde as pessoas vêm organizadamente realizando grandes mobilizações.

No Brasil, avançamos com a Marcha da Maconha, mas ela deu uma estagnada. Precisamos pensar seus reais motivos. Considero que as muitas pessoas se acomodaram com os avanços de outros países entrando no discurso contemplativo do inevitável. Como se os interesses medicinal e econômico fossem determinantes. Acreditam ingenuamente no discurso racional. Não existe mudança histórica sem luta, sem sujeitos, tudo depende do grau de mobilização, persistência e das nossas atitudes. Fazer história é curtir a vida.

Podem tecer todas as críticas à Marcha da Maconha, mas ela conseguiu o maior avanço da luta até agora: o reconhecimento pelo Supremo Tribunal Federal de que o nosso evento é garantido pela Constituição Federal. O palco da política é a rua, onde seremos ouvidos pelo tamanho da nossa manifestação. O carnaval do Rio de Janeiro é uma demonstração da capacidade de mobilização do carioca. O nosso bloco Planta na Mente arrastou uma multidão pedindo a legalização da maconha no Brasil.

Vamos fazer essa história, comparecendo em grande número para coletivamente expressarmos nosso sonho de legalizar a maconha no Brasil. Vamos começar a convocar para a Marcha da Maconha do Rio de Janeiro, no dia 7 de maio de 2016, concentrando às 14:20 h no Jardim de Alah, Ipanema, para a impreterível saída às 4:20h da tarde. Não tenha vergonha, vem participar da Marcha da Maconha!