22.2.16

MERECE UM DISCO DO LOBÃO QUEM ESCALOU ROGER E ULTRAJE PARA ABRIR O SHOW DOS STONES

Por KIKO NOGUEIRA - Via DCM -


Merece um disco com os hits de Lobão o gênio que escalou o Ultraje a Rigor para abrir o show dos Rolling Stones no Maracanã. Embora Roger diga que a escolha foi de Mick Jagger, esse tipo de decisão vem de um estafeta e ganha apenas a chancela desinteressada dos líderes da banda.

A ideia de que Jagger elegeu o Ultraje é fruto da megalomania de Roger, que virou uma versão piorada daquele seu vizinho ranheta que furava a bola da molecada quando ela caía no quintal (na minha rua existia o “Velho”).

O pobre fã dos Stones não merece a indigência musical do Ultraje. Era uma tortura absolutamente dispensável, a não ser que se tratasse de uma tática de oferecer jiló de entrada para valorizar o prato principal.

Descontrolado no palco como no Twitter, Roger vive arrumando encrenca com gente da plateia, roadies, assistentes, cantores etc. No sábado, 20, parte da audiência resolveu chama-lo de coxinha (imagine você ter de aguardar os Stones ouvindo o sujeito que acompanha Danilo Gentili. Debaixo de chuva).

“Vocês vão cair”, disse ele ao microfone, enigmático. Em seguida, apontou o dedo médio para o lugar de onde vinham as vaias e disse “essa é pra vocês”. Tocou “Filho da Puta”.

Não foi o único vexame. Com a pista praticamente vazia, houve falhas no som e na luz. No Twitter, Roger reclamou que “foi tratado como lixo o tempo todo”. “O gerente de palco dos Rolling Stones me deram (sic) 10 minutos para sair do Maracanã”, completou.

Seu coitadismo é impressionante. Em 2011, a baixaria foi no show do festival SWU, no interior de São Paulo. Desimportante, espremido entre duas atrações internacionais, Roger deu piti.

Afirmou que dedicaria uma música “para esses artistas de merda. Espero que eles entendam pelo menos um pouquinho de português”. E lá veio — adivinhe — “Filho da puta”.

A equipe de Peter Gabriel precisava que Roger Moreira e seu pessoal saíssem por causa do horário. “Mandamos à merda. Colocamos os caras no lugar deles”, escreveu o valente vocalista nas redes sociais.

O irmão do cantor, um certo Ricardo Trovão, e outros membros da produção trocaram socos com o time de Gabriel — tudo às vistas do distinto público. Uma beleza.

Certa vez Elton John devolveu uma provocação de Keith Richards chamando-o de “macaco com artrite”. Keith jamais poderia esperar que o animal descrito por seu desafeto fosse emergir na abertura de um concerto seu no Rio, jogando casca de banana para os fãs dos Stones.