24.3.16

GLOBO, A MAIOR ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA DO PAÍS, INCITA A POPULAÇÃO CONTRA O STF

EMANUEL CANCELLA -


A Globo manifesta sua indignação contra o ato do ministro Teori Zavascki que mandou aplicar a lei. “Esclarecidos esses pontos, friso: será difícil conter os ânimos da população contra Teori. A revolta começou agora e vai piorar imensamente...”, disse o jornalista Diego Escosteguy, editor da Globo.

O jornalista da Globo fala claramente que lamenta o processo de Lula ter sido retirado das mãos do Sérgio Moro. E além de criticar violentamente o ministro Teori Zavascki, incita a população contra um juiz da suprema corte brasileira. A lei é clara, Moro é juiz de primeira instância e, segundo a Constituição Federal, quem julga deputados, senadores, ministros e presidente é o STF.

O PSDB, o PMDB, o PSB e outros partidos têm pressa na discussão do impeachment para, em seguida, abafar as investigações e ficarem impunes. A Odebrecht apresenta uma lista com duzentos parlamentares filiados ao PP, PMDB, PSB, PSDB, além do PT que teriam recebido propina. Esta é a razão maior para que esses parlamentares agilizem as discussões e tramitação desse processo para ficarem impunes mediante o arquivamento da Lava Jato.

Tanto que isto é verdade que o Juiz Moro decretou manter  em sigilo o dossier da Odebrect.

No caso da Globo, ela conspira contra a democracia e apela para o golpe para continuar impune. A Globo age como aquele batedor de carteira que grita “pega ladrão” para desviar a atenção da sociedade. A Globo nada fica a dever às maiores organizações criminosas do país e do mundo.

A Globo no governo de FHC chamou os petroleiros de “marajás” e comparou a Petrobrás a um paquiderme. Hoje ela proclama em editorial que “o pré-sal pode ser um patrimônio inútil”.

No campo da política, a Globo apoiou o Golpe de 64 e cresceu à sombra da ditadura militar, que perseguiu, prendeu e torturou milhares de brasileiros civis e militares. E a Globo, na maior cara de pau, fez um editorial fazendo autocrítica do apoio à ditadura, buscando hipocritamente se eximir de culpa pelos crimes perpetrados pela ditadura, coisa de autoria somente dos militares golpistas, como se isso fosse possível.

A Globo vai pagar os 21 anos que usou o satélite da Embratel de graça? E a transmissão da Copa do mundo de 2002, que a Globo sonegou o imposto de renda? E o “SwissLeaks”, que denunciou não só a Globo, como Band, Folha, Editora Abril – responsável pela revista Veja, RBS, Jovem Pan, entre outros veículos de comunicação, todos com conta na Suíça para lavagem de dinheiro.
A Globo, além disso, é a principal suspeita no Brasil da corrupção na FIFA, pois foi monopolista das transmissões esportivas e seu principal sócio, a TV TEM de São Paulo, são réus confessos no processo. E contra a Globo, nada?

De forma inédita, pela primeira vez, uma organização criminosa afronta a Justiça e, pior do que isso, afronta a mais alta corte deste país!

Até quando?

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).