18.3.16

IMPEACHMENT ABERTO, CUNHA NOTIFICA DILMA

REDAÇÃO -


O 1º secretário da Câmara dos Deputados, Beto Mansur (PRB-SP), entregou nesta quinta (17), no Palácio do Planalto, notificação sobre o início dos trabalhos da comissão especial do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Agora, passa a contar o prazo de 10 sessões do Plenário da Câmara para que a presidente se defenda das denúncias na comissão. O colegiado elegeu Jovair Arantes (PTB-GO), aliado do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), relator do colegiado. Para presidir a comissão, foi eleito Rogério Rosso (PSD-DF), Carlos Sampaio (PSDB-SP) ficou como primeiro-vice-presidente, Mauricio Quintella Lessa (PR-AL) como segundo-vice, e Fernando Coelho Filho (PSB-PE) como terceiro-vice.

PT e PC do B recorrerão

O PT e o PC do B anunciaram que poderão entrar com recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão de líderes que definiram que a comissão especial que vai analisar a denúncia contra a presidente da República, Dilma Rousseff, terá três vice-presidentes.

Segundo Jandira Feghali (PCdoB-RJ), a Lei do Impeachment (1.079/50) só prevê eleição do presidente e do relator. Ela alegou que as regras regimentais da Câmara dos Deputados também não preveem os vices. Feghali sugeriu que a eleição se restrinja a esses postos.