26.3.16

JORNALISTAS CONTRA O GOLPE: ABI NÃO PODE FICAR CALADA

Por LUIZ ALBERTO SANZ -

ABI não pode ficar calada!


A ABI não existe para calar-se, nem para servir a qualquer grupo ou empresa. Deve expressar os sentimentos, pensamentos e princípios que refletem a essência do jornalismo: a busca pela verdade, a garantia de informação livre e independente, direito fundamental dos povos.

A ABI, presidida por Domingos Meirelles, não pode se omitir diante do brutal desrespeito ao direito à informação praticado pelos grandes meios de comunicação e instâncias do Judiciário.

Domingos surgiu e começou a se destacar na redação da Última Hora do Rio de Janeiro nos difíceis primeiros anos da Ditadura, quando ainda era possível driblar a vigilância da censura encontrando maneiras de informar e esclarecer os leitores. Sua obra de maior destaque é uma reportagem investigativa em forma de livro sobre a Coluna Prestes, resultado de anos de trabalho em busca da verdade. Suas atitudes de hoje não estão à altura das partes mais belas de sua história e da História do Jornalismo Brasileiro.

Os jornalistas só podem cumprir inteiramente seu papel no gozo da mais completa Liberdade. No momento atual, isto passa pela defesa da legalidade democrática e pela mobilização contra o golpe, qualquer que seja. A ABI tem que se somar a esta luta e agir para que a verdade vença, como o fez em tantos outros episódios.