17.3.16

Juiz de primeira instância suspende posse de Lula como ministro. O TRF-1 ainda não confirmou a liminar

Via Jornal GGN -

O juiz federal Itagiba Catta Preta Neto concedeu, nesta quinta (17), liminar para suspender a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil, em ato feito pela presidente Dilma Rousseff.  Com a decisão, Lula também está proibido de assumir qualquer outro cargo com prerrogativa de foro.

A suspensão ocorreu minutos após a cerimônia de posse do ex-presidente Lula ao Ministério, realizada pelo Palácio do Planalto, nesta manhã, que foi marcada pelo discurso da presidente Dilma, criticando as ações do juiz federal da Lava Jato, Sergio Moro.


"Eu tenho defendido e sempre defenderei a busca da verdade e os princípios necessários para construir cada vez mais uma sociedade, um país livre da corrupção. Isso não me fará recuar diante da exigência da mais absoluta apuracão dos fatos acontecidos ontem. Convulsionar a sociedade brasileira em cima de inverdades, de métodos escusos, de práticas que violam os princípios e garantias constitucionais e abre precedentes gravíssimos. Os golpes começam assim", disse na cerimônia a presidente.

O juiz federal do TRF da 1ª Região apoia, publicamente, as ações do juiz Sergio Moro, em sua página no Facebook. Casado com uma funcionária pública da Secretaria Estadual de Saúde, Lídia Catta Preta, sua esposa também manifestou publicamente nas redes sociais que não concordava com a nomeação de Lula como ministro de Dilma, assinando, inclusive, um abaixo assinado contra a posse.