21.3.16

Obama chega a Cuba em primeira visita de presidente norte-americano em 88 anos

Via Opera Mundi -


O presidente dos EUA, Barack Obama, chegou a Cuba na tarde deste domingo (20/03). Esta é a primeira visita de um presidente norte-americano em exercício à ilha em 88 anos, que tem por objetivo consolidar as relações entre os dois países.

O governo norte-americano afirma também que a visita à ilha é necessária para “discutir a questão dos direitos humanos” no país caribenho.

Por parte de Cuba, oficiais esperam que a presença de Obama impulsione acordos entre empresas dos dois países. O mandatário dos EUA terá até um encontro de negócios na segunda-feira (21/03) para “debater oportunidades” e possivelmente “estabelecer vínculos com as empresas cubanas”.

"Esta é uma visita histórica e é uma oportunidade histórica de entrar em contato com o povo cubano e criar laços entre nossos povos", disse Obama em discuro na embaixada dos EUA na ilha, no qual também agradeceu às diferentes pessoas que auxiliaram na reaproximação dos dois países americanos.

"Espero que no futuro nossos netos achem natural um presidente norte-americano visitando Cuba", finalizou ele.

O chanceler cubano, Bruno Rodríguez, recebeu a comitiva ao lado da diretora para a América do Norte do Ministério das Relações Exteriores, Josefina Vidal; o embaixador de Cuba nos Estados Unidos, José Ramón Cabañas, e o embaixador interino dos Estados Unidos em Cuba, Jeffrey DeLaurentis. O presidente cubano, Raúl Castro, não estava presente.

"Como você está, Cuba? Acabei de pousar aqui, estou ansioso para conhecer e ouvir o povo cubano diretamente", escreveu Obama em sua conta do Twitter momentos após chegar na ilha.


Neste domingo, Obama e sua família devem visitar a recém-aberta embaixada norte-americana no país caribenho e conhecer alguns dos pontos turísticos de Havana Velha, onde se encontrarão com o cardeal Jaime Ortega, um dos protagonistas da reaproximação entre Cuba e os EUA, junto com o papa Francisco.

A agenda oficial começa apenas na segunda com uma visita ao monumento ao Memorial José Martí e uma reunião com o presidente cubano, Raúl Castro. Segundo as autoridades cubanas, Obama não deve se reunir com o ex-presidente Fidel Castro.

E, na terça-feira (22/03), último dia da visita, o mandatário norte-americano fará um discurso, transmitido pela TV estatal da ilha, no qual falará diretamente ao povo cubano.