18.4.16

O LAMBE-BOTAS

MIRSON MURAD -


Se no Congresso houvesse um mínimo de apreço e respeito ao povo brasileiro. Se houvesse um pouquinho (um pouquinho só) de respeito à democracia estima pela Casa do Legislativo, esse crápula seria defenestrado - imediatamente - e processado, cassado, punido e encarcerado.

Que Jair Bolsonaro seja um lambe-botas da cruel ditadura militar de 64, nada se pode dizer. Porém, esse canalha, em ato oficial da Câmara, em Plenário, ao votar pelo impeachment, presta homenagem ao torturador-mór, o mais  diabólico dos criminosos, monstro que foi ao inferno prestar contas ao Satanás, é o mesmo que rasgar a Constituição, trair a pátria e querer implantar - novamente - outra ditadura no Brasil.