5.4.16

DEPOIMENTO SOBRE O LENDÁRIO ÍCONE DA RESISTÊNCIA À DITADURA, GREGÓRIO BEZERRA. O DIA DO GOLPE EM 1964: “E ELES COMEÇARAM A TIRAR", [VÍDEOS]. POEMAS: 'VANGUARDA DESPOJADA' e 'CONTRA O IMPEACHMENT'

MARCELO MÁRIO MELO -


VANGUARDA DESPOJADA
Nenhum poder supremo sobre a terra

somente se aceitando

supremacias reversíveis
no dia-a-dia.

Nada de Salvador da Pátria
Patrono da Justiça
& Pai dos Pobres
de anel no dedo
macacão de fábrica
enxada ao ombro
livro sagrado 
ou fuzil na mão.


Nada de vanguarda entronizada
autointitulada 
do empresariado
do proletariado


mas que a vanguarda se exerça
na plantação
e se desfaça
na colheita
cama desfeita
apontando leitos livres.


Se nada que é humano é perfeito
que tenha o povo 
o elementar direito
do ensaio e erro
atento ao canto
dos seus galos na cabeça.


Que a vanguarda cumpra o seu ofício
como quem ensina o alfabeto
e se afasta


pois sem vanguarda
ninguém aprende a ler


e com vanguarda intrometida
ninguém escolhe livre
os seus livros


nem conta escreve e segue 
a própria história.

***


CONTRA O IMPEACHMENT
Golpe somente de vista
golpe somente de sorte.

Impeachment é retrocesso

democraticida morte.

***

DEPOIMENTO SOBRE O DIA DO GOLPE EM 64: “E ELES COMEÇARAM A TIRAR"


DEPOIMENTO SOBRE O LENDÁRIO ÍCONE DA RESISTÊNCIA À DITADURA DO GOLPE DE 64, O LÍDER COMUNISTA GREGÓRIO BEZERRA



###
NOTA DA REDAÇÃO - Marcelo Mário Melo, meu poeta: Grato, gratíssimo pelo 'Vanguarda Despojada' e os valorosos depoimentos. Muitos abraços, cheios de admiração pela sua sensibilidade poética, pelo seu passado e admirável presente de lutas em todas as frentes.
(Geraldo Pereira)