11.4.16

UM PASSEIO ENTRE OS GOLPISTAS

EMANUEL CANCELLA-


O deputado Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos deputados, dispensa comentários, pois consegue ser pior do que qualquer bandido que disputa um espaço para o crime numa comunidade. E a Globo, mais suja do que pau de galinheiro, encabeça a lista dos golpistas, além de ser sonegadora do Imposto de Renda da Copa do Mundo de 2002, aparece como portadora de conta no HSBC da Suíça, no escândalo conhecido como Swssleaks. Não só a Globo, mas também a Band, Folha, Editora Abril, responsável pela revista Veja, RBS, Jovem Pan e outras. Todas essas empresas de comunicação são a favor do golpe e cinicamente dizem combater a corrupção.

Como se não bastasse, a Globo é a principal suspeita de envolvimento no escândalo da corrupção da FIFA, inclusive seu principal sócio, a TV TEM de São Paulo, é réu confesso no processo. Entretanto a Globo, que nas últimas décadas monopolizou as transmissões esportivas, até agora nem sequer é investigada. Qualquer pessoa física ou jurídica, na situação dessas empresas de comunicação, teria seu CPF ou CNPJ, no mínimo suspenso. Mas com essa quadrilha, pois são mais de 4, não acontece nada! A Globo, para que não reste nenhuma dúvida de sua conduta delituosa, está envolvida também na Offshore Panamá Papers, criação de empresas de fachada para lavagem de dinheiro. Cadê a justiça, o MP, a PF e o PGR? Qual o motivo de estarem tão calados?

Na andança por São Paulo, entre os golpistas, deparamo-nos com a Fiesp, presidida pelo Sr Paulo Skaf, que é golpista de primeira linha e leva um pato para as ruas simbolizando a campanha "Não vou pagar o pato!", contra o aumento dos impostos.  Para quem não sabe, a Fiesp congrega o maior número de sonegadores, basta ver a lista da Receita Federal e os valores da corrupção, estampados no “Sonegômetro”.  Paulo Skaf não tem nenhum compromisso com aquilo que prega, a moralidade, pois além de representar os maiores sonegadores no Brasil, o seu filho está envolvido no escândalo conhecido como Ofshore Panamá Papers.

Passeando ainda entre os golpistas, aparecem os juízes e procuradores, que se dizem estar à frente dessa luta contra a corrupção. O MPF chegou a angariar assinaturas para ampliar seu aspecto legal no combate a corrupção, com as tais 10 medidas. Lógico que existem juízes e juízes, procuradores e procuradores, mas não dá para se calar diante do escândalo que é o pagamento de auxílio moradia e educação a juízes e procuradores. São quase 10 salários mínimos que cada um deles recebe, por mês, e esperam ainda que sejam retroativos a 1988. Essa benesse pode atingira R$ 30 BI e quem banca é o contribuinte!   Só para se ter uma idéia esse valor que estão embolsando com os “Auxílios” os juízes e procuradores, é no mínimo o dobro do que recebe uma professora que tem a nobre tarefa de educar nossos filhos.

A Lava Jato investiga a Petrobrás pela metade, pois se nega a investigar o governo de FHC na Petrobrás, apesar de citado em varias delações, e até em livro FHC chegou a admitir que existia corrupção em seu governo na empresa. Quanto aos outros tucanos citados na operação já virou piada: Aécio Neves é penta citado em delação e nada; Antonio Anastasia, Aloysio completa o grupo dos senadores tucanos, citados em delação e blindados pela operação! Além disso, a Lava Jato usa meios nada republicanos para investigar: grampos ilegais, vazamentos seletivos, prisões arbitrarias etc. A Força Tarefa que compõe a operação é considerada, por muitos, suspeitíssima e já dá sinais de esgotamento, saiu o japonês e um delegado. Daqui a pouco alguém vai pedir uma CPI para investigar a operação Lava Jato!

Depois desse passeio, fica difícil acreditar que essa turma queira mesmo combater a corrupção!

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).