22.5.16

O BRASIL ESTÁ SENDO GOVERNADO POR UMA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA

EMANUEL CANCELA -


Aquilo que eles atribuíram ao o PT e nunca provaram, se materializa no governo interino de Michel Temer.

A começar pelo presidente: “Temer é ficha-suja e fica inelegível por 8 anos, diz promotora eleitoral”. Já o novo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, ex-secretário de Segurança Pública de São Paulo foi também advogado do PCC e tem várias acusações. Moraes virou alvo de acusações graves por parte de um procurador do Ministério Público Federal, Matheus Baraldi Magnani, que encaminhou ao vice-presidente uma petição onde manifestou preocupação com a possibilidade da nomeação de Moraes.

Eles não deixaram Lula ser ministro, entretanto, além do advogado do PCC,  sete dos ministros do governo são citados na Lava Jato, inclusive o presidente interino, Michel Temer.  Cadê o Janot e o STF que não fazem nada agora?

E tem muito mais!

Para presidir o Banco Central, Temer indicou Ilan Goldfajn, um representante do banco Itaú. O Itaú deve R$ 18,7 BI à Receita Federal.! Quando eu entrei na Petrobrás, através de concurso público, a companhia, após minha aprovação, fez um rastreamento a minha vida pregressa e descobriu que eu devia uma prestação de um óculos e tive que pagar para poder assumir o cargo. Creio que essa é a forma de lidar com a coisa publica. O Itaú, sendo credor da União, não teria que arcar primeiro com sua dívida com a Receita Federal?

No Congresso Nacional, grande parte dos parlamentares é composta de bandidos com ficha na polícia. O STF que, verdade seja dita, sempre corroborou com os golpes no país. Também não se pode esperar muito de um STF que tem, por exemplo, em seus quadros, ministro do caráter de Gilmar Mendes, especializado em sair em defesa de bandidos. Assim como do médico estuprador, Abdelmassih, condenado a 278 anos, por 52 estupros, mas solto por Gilmar e fugindo logo depois, ao banqueiro ladrão, Daniel Dantas, condenado a dez anos e liberado através de dois habeas corpus do ministro Gilmar Mendes, em 24 horas. O banqueiro foi solto entretanto o delegado, Protógenes de Queiroz,  chefe da operação Sathiagaha, que fez a prisão, foi condenado pela Justiça e expulso pela PF e tem até mandado de prisão contra ele. O crime do delegado Protógenes foi vazamento para a imprensa do processo do banqueiro. Muito estranho isso, pois a operação Lava Jato vaza, a todo momento, e de forma tendenciosa, a ponto de ser chamada também de operação Vaza Jato e nada acontece com os delegados da operação.

Neste momento, Gilmar Mendes está como responsável no STF do processo que envolve o senador tucano, Aécio Neves, cinco vezes delatado na Lava Jato. Uma das delações é que Aécio Neves controlava uma diretoria de Furnas e dela recebia propina através da irmã. O problema é que, segundo a Lista de Furnas, o juiz Gilmar Mendes também recebia propina.

A colaboração do STF ao golpe começou com o julgamento da AP 470, o mensalão, quando o STF julgou e condenou vários membros do PT, partido da presidente Dilma e não julgou o mensalão do PSDB, anterior ao do PT, que está prescrevendo sem qualquer julgamento.

Segundo o delegado Armando Coelho Neto, que já presidiu a Associação dos Delegados da PF: “Não há combate à corrupção. É uma guerra ao PT”, diz Delegado da PF” ... Eu não acho que exista um combate à corrupção, existe uma guerra declarada ao Partido dos Trabalhadores”. Quem diz a frase,  dita com a ressalva de que “não sou PT”  e “não gosto de muita coisa no PT”.

O Procurador Geral da Republica, Rodrigo Janot, de forma bastante suspeita, vive arquivando os processos contra os tucanos, a do senador Antonio Anastasia já foi arquivado duas vezes. E o Ministério Público de Minas Gerais parece agir de acordo com o PGR, pois já arquivou por duas vezes a denúncia contra o ex-governador Aécio Neves, que construiu um aeroporto, com dinheiro público, em terras da própria família.    E o mais grave é que existe uma suspeita da ligação do aeroporto construído por Aécio, com o chamado “helicoca”, helicóptero detido pela policia com 450 quilos de cocaína, de propriedade do senador Zeze Perela, amigo de Aécio. Essa quantidade de droga, para a polícia, não é de usuário mas de tráfico de drogas. Como o MP mandou arquivar duas vezes a denúncia fica a dúvida na sociedade. Aliás, nunca, na história da humanidade, foi arquivado tão rápido um inquérito acerca de uma quantidade tão grande de pó!

A mídia brasileira, principalmente a Globo, é a principal sustentáculo do golpe no Brasil. E a mídia brasileira é a única no mundo desenvolvido que não possui nenhum controle! A qualquer tentativa de se criar uma lei de controle, como existe na Inglaterra, França, EUA, etc., a mídia brasileira, principalmente a Globo, reage e diz que isso é mordaça, e que querem censurar a imprensa. O problema é que a mídia brasileira é corrupta e talvez o medo do controle seja por conta de acobertar seus crimes: A Globo, por exemplo, sonegou o Imposto de Renda da Copa do Mundo de 2002; seu nome está também citado no escândalo para lavagem de dinheiro, conhecido como Panamá Papers; está ainda envolvida no escândalo de lavagem de dinheiro através de conta aberta no banco HSBC na Suíça, conhecido como o Swssleaks, junto com a Band, Folha, Grupo RBS, Jovem pan, Editora Abril, responsável pela Veja etc.

Esse é o terceiro golpe que a Globo participa no país, já que foi assim contra o governo de Getúlio Vargas, a Ditadura Militar e agora contra a presidente Dilma.

Temer indica para presidente da Petrobrás, Pedro Parente, ex- ministro do governo de FHC, que foi o articulador do apagão no Brasil. Esse ex-ministro é do PSDB, partido que, quando no governo, tentou privatizar a Petrobrás. Pedro Parente disse na imprensa que não vai fazer indicação política para a Petrobrás. 

Alguém tem que dizer a ele que se ele mesmo  foi indicação do PSDB como não vai ter indicação política na Petrobrás?

O STF ainda tem a audácia de convocar a presidente Dilma para explicar por que se diz vitima de “golpe”. É muita cara de pau!

Esses golpes sempre foram gestados fora do país e sempre tendo o EUA como patrono. Há quem diga que o silêncio do presidente Barack Obama é de cumplicidade. “O governo dos Estados Unidos vem guardando silêncio sobre esta tentativa de golpe, mas há poucas dúvidas quanto à sua posição.” A frase é de Mark Weisbrot, codiretor do Centro de Pesquisa Econômica e Política, em Washington, e presidente da Just Foreign Policy, organização norte-americana especializada em política externa. “Para ele, a campanha do impeachment é, sim, um golpe de Estado capitaneado pela elite nacional, algo impensável nos Estados Unidos.”

O último golpe no Brasil durou 21 anos e, agora, quanto tempo vai durar?