13.5.16

POETAS E POESIAS DE ONTEM E HOJE

CELLY ADELINA -

Catarse

Feito a criatura,
que da natureza pura,
recebeu o dom de voar.
Mas, em cujo destino
veio a pesar o crime
do deleite em voo.
castigada por esse gozo,
teve por pena 
o decepar das asas,
que insistindo em crescer
faziam-nas em chagas,
para que ante 
o açoite e a dor
odiasse o prazer 
que ousara

feito a criatura,
acometida do amor,
cuja paga 
vemos na cruz,
assim, também,
renascerá,
sem a mancha do corpo,
sem a prisão dos homens,
será senhora dos ventos
e dos alados,
a Luz.

(D'uma estrela, d'uma esperança, 
que era utopia, saciar do faminto
a fome, diminuir a desigualdade,
providenciar que o Direito fosse
justo.
Eis, que a Injustiça, a mentira e o escárnio e
a hipocrisia vencem uma batalha. 
Mas, o AMOR vai vencer o ódio, o tempo
trará à Luz toda a nudez e toda a verdade.
Dilma Mulher)