20.6.16

A QUEM INTERESSA A DESTRUIÇÃO DO PT?

EMANUEL CANCELLA -


Primeiramente, ao STF, que julgou a AP 470, conhecida como mensalão, resultando na prisão de vários petistas e nem sequer julgou o mensalão do PSDB. Lembrando que o mensalão do PSDB foi anterior ao do PT e está prescrevendo sem julgamento! Lembrando também que foi da ministra Rosa Weber, assessorada pelo juiz Sérgio Moro, o parecer jurídico que condenou, no mensalão, o petista José Dirceu, a 23 anos de prisão. Ele só foi condenado porque a mídia fez uma campanha estrondosa contra ele, visando derrubar o PT, tanto que a condenação dele teve o seguinte parecer formal: Não tenho prova cabal contra Dirceu – mas vou condená-lo porque a literatura jurídica me permite”.

E essa mesma ministra quer que Dilma do PT justifique o “golpe”, que é cantado em prosa e versos, no festival de Cannes, em editorial de vários jornais do mundo, inclusive no New York Times. Mas Rosa Weber faz coro com a mídia brasileira, principalmente a Globo que não só nega o golpe, como dá sustentação ao governo interino e golpista de Michel Temer.  Também tem muito interesse na destruição do PT, o juiz Sérgio Moro, que chefia a Lava Jato. Moro, além de prender José Dirceu, seqüestrou a casa de sua mãe, de 94 anos, num requinte de tortura e maldade.

Não dá para acreditar no Juiz Sérgio Moro principalmente porque protege corruptos históricos do PSDB e seus vazamentos seletivos só visam a prejudicar o PT a Petrobrás e o governo Federal!

E foi da Lava Jato que, na véspera da eleição, saiu a notícia mentirosa de que Lula e Dilma sabiam da corrupção na Petrobrás. Quem desmentiu foi o próprio advogado do pseudo-delator. Aécio quase venceu a eleição por causa disso!

Foi o próprio Moro que, para desgastar Dilma, vazou para a Globo a denúncia, também mentirosa, de que faltava dinheiro para a operação Lava Jato. A própria Policia Federal desmentiu, dizendo que, pelo contrário, havia dinheiro de sobra para financiar a Operação.

E não podemos esquecer o que disse o delegado da policia federal: blog Tijolaço em 04/02/16: “Ex-presidente da Associação de Delegados da PF: ”...“Eu não acho que exista um combate à corrupção, existe uma guerra declarada ao Partido dos Trabalhadores”.

Quem diz a frase, dita com a ressalva de que “não sou PT”  e “não gosto de muita coisa no PT” é o delegado aposentado Armando Coelho Neto, ex-presidente da Associação de Delegados da Polícia Federal.”

 Diante desses ataques das elites brasileiras, cabe ao PT vir a público dizer que esses golpistas querem tirar Dilma não pelos erros, que na verdade foram cometidos. Aliás, quem nunca errou que atire a primeira pedra, disse Jesus de Nazareno, aqueles que queriam apedrejar a prostituta Maria de Madalena. Mas jamais Dilma, para orgulho das mulheres, corrompeu-se! Na verdade, eles querem tirar Dilma pelos acertos, principalmente porque sempre incentivou o combate à corrupção e porque sempre privilegiou a classe mais pobre!

E cabe o PT vir a público dizer que a política pela qual o MTST ocupou a sede do governo federal, em São Paulo, era o  Minha Casa Minha Vida do PT; que os alunos da USP ocuparam a universidade foi para defender a política de cotas, implementadas pelos governos do PT. E se a esquerda diz que nunca os banqueiros ganharam tanto dinheiro como no governo do PT, e é verdade, mas segundo o DIEESE, mais de 90% dos trabalhadores tiveram ganhos reais nos governos do PT. Com o crescimento econômico, que foi marca dos governos do PT, todos ganharam!

Que seja dito também que os petroleiros representados pelas federações da FUP e FNP vão fazer greve para defender o pré-sal, que foi só descoberto graças ao governo de Lula. Que os petroleiros não aceitam, de forma alguma, a entrega da Petrobrás, por isso lutaremos contra a venda de ativos, como a BR, Termoelétricas, fábrica de fertilizantes, dutos e terminais e o desmonte da construção naval. A recomposição do efetivo da Petrobrás, que no governo de FHC era de 33 mil trabalhadores, no governo do PT chegou agora a 85 mil trabalhadores, sendo que 40% desses trabalhadores são de jovens funcionários! Na lei de Partilha de Lula, 75% dos royalties do pré-sal vão para educação e 25% para a saúde, e esses royalties começam a ser pago em 2016, e o pré-sal já produz um milhão de barris de petróleo por dia.

Os governos do PT não fizeram a Reforma Agrária, mas fortaleceram a Agricultura Familiar, braço do MST, que respondem por mais de 60% dos alimentos orgânicos que vão para a mesa dos brasileiros no dia a dia.

As escolas ocupadas em todo Brasil, com certeza querem mais Fies e Pronatec, para assim qualificar os estudantes brasileiros. Ninguém construiu mais escolas técnicas e universidades que os governos do PT, já que triplicaram o número de escolas técnicas e fizeram 18 universidades.

Quem quer acabar com o PT é, com certeza, a burguesia brasileira que governou por 500 anos o Brasil, e não aceita nem as migalhas que a esquerda diz que os governos do PT deram aos pobres! Eu também acho que que é muito pouco que os governos do PT deram para os pobres, mas as elites não querem dar nada para os pobres e tudo para os ricos!

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).