18.6.16

FRENTISTAS DE CAMPINA GRANDE (PB) TÊM 12% DE REAJUSTE

Via FENEPOSPETRO -

O presidente licenciado do Sindespetro, Evanilton A. de Araújo, o presidente do sindicato patronal, Sr. Bruno Agra, o Superintendente do MTE/PB, Dr. Einstein Almeida e o assessor sindical Cleidson Silveira.
A luta e a determinação dos 1.600  trabalhadores em postos de gasolina, lava-jatos, e revendas de GLP e lubrificantes de Campina Grande (PB) deram resultado, e a  Campanha Salarial foi finalizada com  saldo positivo. A categoria conquistou  reajuste  de 12%, e passará a receber R$ 1.214,14  de salário (já incluso os 30% de periculosidade) e R$ 57,00 de vale-transporte (Vale-Gás). Retroativo a 1º maio, o acordo formalizado na última quarta-feira supera em 1,33% o IPCA (Índice de preços ao Consumidor)  de 2015, que ficou na casa dos 10,67%.

Em licença-sindical, o presidente do Sindecptro, Evanilton Almeida de Araújo, classificou como significativo o resultado, diante da realidade de crise econômica do passa o país: “Sem dúvida uma grande vitória para os trabalhadores da região de Campina Grande e Compartimento da Borborema, uma vez que o Sindicato da mesma categoria em João Pessoa não ultrapassou os 9,6% de reajuste , disse”.

Durante o período da licença-sindical do presidente do Sindecpetro, o comando da entidade  existente há  11 anos  estará sob a liderança da  vice-presidente Vera Lúcia Almeida. Conforme a legislação , no  período eleitoral o presidente do sindicato Evanilton Almeida de Araújo não poderá acumular as duas funções.

*Assessoria de Imprensa Fenepospetro-Leila de Oliveira
Fonte: Sindecpetro Campina Grande-PB