18.6.16

MICHEL TEMER RENUNCIA; RENAN CALHEIROS, O CÍNICO

MIRSON MURAD -


Por uma questão de coerência, lógica, bom senso e um mínimo de dignidade. Um mínimo que seja, O interino Temer renunciará. Não pode deixar de fazer.

Primeiro foi o Jucá, depois o da Transparência e, agora, Henrique Eduardo Alves, do Turismo. Todos os três foram renunciados dos ministérios que lhes deu Michel.

A defenestração desses párias, por Temer, ocorreu após a delação de Machado, ex-presidente da Transpetro.

Acontece que o ex-senador - também denunciou Michel Temer por corrupção, igualzinho ao que aconteceu com os três ex-notáveis do ministério do PMDB.

Evidentemente que sua excelência, Michel Temer, não terá outra saída, ou melhor, só terá uma saída pela porta de saída.

Tchau! Querido...

RENAN, O CÍNICO

O senador Renan Calheiros é um cínico incomparável. É preciso ter muita cara-de-pau para fazer a declaração que foi preferida por sua excelência, o presidente do Senado Federal.

Renan declarou que os presos da Lavajato não podem fazer delação premiada, com isenção, se suas famílias estão passando fome.

Você tem razão, senador Calheiros. A família de Marcelo Odebrechet, presidente de uma das maiores empreiteiras do mundo, a maior do Brasil, está passando fome. O dono da Queirós Galvão também está com a família na penúria. O ex-presidente da Transpetro e ex-senador Machado, aquele que será transferido para sua monstruosa mansão, com tornozeleira, também está com a família sem ter pão para comer. Cerveró está de "queixo caído", epa! sem poder alimentar seus familiares. E assim, são todos os outros...

*Mirson Murad, colaborador da TRIBUNA DA IMPRENSA ONLINE, escreve originalmente seus artigos no blog Notícias em Análise.