9.6.16

MINISTRO DO TRABALHO SE ENCONTRA COM DELEGAÇÃO BRASILEIRA DURANTE CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DA OIT

Via SINTHORESP -

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, se encontrou com representantes do Sinthoresp, Contratuh e Nova Central Sindical durante a 105ª Conferência Internacional da OIT(Organização Internacional do Trabalho), que acontece em Genebra (Suíça).


A agenda oficial do ministro no evento começou na última segunda-feira (6) e vai até o encerramento do encontro, que ocorrerá no próximo dia 10. Ela inclui audiências bilaterais com o diretor geral da OIT, Guy Ryder, e os ministros do trabalho da Argentina, Paraguai, Áustria e Tunísia, e a participação em vários grupos de trabalho, entre eles o que avaliará as maiores violações de Convenções da OIT e a conjuntura que envolve trabalhadores migrantes.

Também está programada a apresentação do posicionamento do Brasil sobre a garantia de trabalho decente frente aos desafios da globalização, no contexto do combate à informalidade e aos trabalhos escravo e infantil, temas que foram discutidos previamente no Brasil em reuniões com representantes do governo, de trabalhadores e empregadores.
*Com informações de Rubens Fernandes e do Ministério do Trabalho e Emprego.

Conferência Internacional da OIT: Sinthoresp integra comissão que debate justiça social

O Sinthoresp está presente na 105ª Conferência Internacional do trabalho realizada pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) em Genebra, na Suíça. O evento se estende até o próximo dia 10 de junho e discute as questões mais urgentes e atuais sobre o cenário trabalhista mundial. O diretor executivo Rubens Fernandes da Silva representa o Sinthoresp e a Nova Central Sindical no evento, ao lado do também diretor do Sinthoresp e representante da Fetrhotel Antônio Luiz de Souza (Jandaia), e encaminha em tempo real informações a respeito do encontro.

De acordo com Rubens, neste ano a OIT elencou cinco temas que estão sendo debatidos em cinco comissões distintas.  “A primeira é uma da qual estou participando efetivamente, que é a comissão que trata da renovação da declaração da OIT sobre a justiça social para uma globalização equitativa. Basicamente, são quatro os assuntos que norteiam essa declaração: diálogo social, proteção social, princípios e direitos fundamentais do trabalho e igualdade social de gêneros e não discriminação. Essa declaração se deu em 10 de junho de 2008 e está sendo renovada em 2016”, ressaltou.

O diretor também falou sobre a dinâmica da Conferência e as consequências das decisões que nela são definidas. “A OIT é um organismo internacional que, através de debates compostos por trabalhadores, governantes e empresários, trata de vários assuntos relacionados ao mundo do trabalho. Com base nesses debates são criadas normas que resultam, num segundo momento, em recomendações ou convenções que são adotadas pelos seus países membros. A partir daí, elas entram no ordenamento jurídico, passam a ter força de lei e devem ser cumpridas. Também é a OIT que fiscaliza a aplicação dessas recomendações ou convenções”, finaliza.

Também participam da Conferência Moacyr Tesch, presidente da Contratuh (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade), Cícero Lourenço (presidente da Fetrhotel) e Luís Alberto dos Santos (presidente do Sindehotéis de Curitiba).