25.6.16

PETROBRÁS: SEUS INIMIGOS ESTÃO NO PODER!

Via jornal do Sindipetro-RJ - Editorial Surgente 1391 -


A começar pelo presidente interino e golpista Michel Temer e na presidência da Petrobrás, Pedro Parente! Eles não vieram para agregar valor, vieram para destruir, atacar e enfraquecer a categoria e assim possibilitar a entrega da Petrobrás. Temer já declarou que vai privatizar principalmente a Petrobrás, Banco do Brasil e Caixa Econômica. Parente foi o porta-voz do apagão, triste lembrança para o país. O que se esperar de um presidente da Petrobrás que trata o pré-sal como um incômodo? E, como incômodo, tem que ser entregue a Chevron e a Shell, concordando assim com o senador tucano, José Serra, seu colega de partido.

Quando eles dizem que o pré-sal tem que ser flexibilizado, na verdade é para ser entregue às multinacionais, a troco de ninharia, às vezes com dinheiro financiado pelo BNDES. Imagino o que eles vão ganhar com isso! E a crise na Petrobrás, que na verdade é de todas as empresas de petróleo no mundo, Parente quer resolver internamente, vendendo ativos, o que, na verdade, é desmontar a empresa. É como se tivesse um tesouro incalculável no seu quintal e você permitisse que ele fosse dado ao vizinho! Tudo que se construiu em 62 anos na Petrobrás, ele quer destruir! Na verdade, nenhuma empresa oferece o que a Petrobrás oferece ao país: reservas de petróleo e gás que garantem nosso abastecimento no mínimo nos próximos 50 anos, participação de 13% do PIB e ainda financia, com os impostos que paga, 80% das obras do país, gerando milhões de empregos para os brasileiros.

A mídia e nossa justiça golpista nunca quiseram acabar com a corrupção na Petrobrás, eles só querem é acabar com a empresa e esse, com certeza, foi o principal motivo para o golpe. Deram o galinheiro para a raposa tomar conta! E os que sempre foram considerados o maior patrimônio da empresa, seus funcionários, são tratados agora como bandidos: sem PLR, sem abono e sem benefício-farmácia. E o pior, sendo tratados com desrespeito, por obra da mídia, principalmente da Globo, em uma campanha orquestrada, criminosa e mentirosa, e por conta disso estamos com o filme queimado na sociedade. Eles fizeram a mesma coisa com a Vale do Rio Doce: primeiro desmoralizaram a empresa, para depois entregá-la a seus comparsas. A Vale, a maior mineradora do mundo, no governo FHC, foi vendida a preço de banana. Na ocasião, não conseguiram entregar a Petrobrás graças à luta dos petroleiros.

Esses crápulas trouxeram para dentro da companhia a política anticorrupção, quando na verdade eles são os grandes corruptos. E nos obrigam a assinar o Código de Ética e fazer o Curso Anticorrupção para nos atemorizar, divulgando na Intranet gráficos da quantidade de funcionários punidos. Petrobrás: seus inimigos estão no poder! E quem colocou a companhia nessa situação foram os diretores e gerentes que roubaram, em conluio com muitos desses que agora querem vender a Petrobrás! Esses bandidos saqueiam tudo que podem, queimando a imagem da empresa, e depois “colaboram com a justiça”, através das delações premiadas, e assim vão para suas mansões, com grande parte do dinheiro roubado, apenas com tornozeleira. Assim está se incentivando o crime!

Temos que fazer o contraponto, indo para a sociedade para esclarecer o que está acontecendo, para juntos defender a Petrobrás e enfrentar o debate. E, internamente, denunciar essa gangue, como estamos fazendo com Pedro Parente. Muito antes da Lava Jato nós já denunciávamos a corrupção na Petrobrás, contra esses mesmos dirigentes que hoje estão sendo denunciados! E ao invés de prêmio, como ganha a lava Jato, da Globo, do governo americano e de suas revistas, como Fortune e Time, nós fomos ameaçados até de prisão e ficávamos proibidos de escrever em boletim os nomes desses corruptos. Vamos preparar, juntamente com a sociedade, nosso embate, e que a categoria venha com sua criatividade junto a nós, para assim prepararmos nossa tropa para defender a Petrobrás, nossa dignidade, nossos direitos, nosso país e de nossos filhos.

A luta continua!