24.6.16

PLEBISCITO NO REINO UNIDO: A PERMANÊNCIA PERDEU. MAS O REINO UNIDO E A UE PERDERAM MUITO MAIS

HELIO FERNANDES -

Desde o principio, muito antes do plebiscito, defendi com intransigência, que continuasse tudo como estava. Minha motivação se baseava num ponto fundamental: a vitória da saída, obrigatória a uma transformação colossal.  Alguns aspectos dessa mudança já foram analisados, mas ainda estamos longe de imaginar a que ponto chegaríamos. Agora estamos livres da analise, podemos nos concentrar no exame da realidade, que a permanência desvendou com uma clareza acima de qualquer duvida.

Às 4 horas da manhã, (meia noite no Brasil) estavam apurados 6 milhões de votos, com uma diferença de 25 mil votos para a permanência. (Dados oficiais da hora) ainda não conclusivos, mas que nos endereçavam para a uma indecisão que. levaria a madrugada inteira.Todos os analistas do mundo, este repórter e os verdadeiros profissionais, não tinham nem poderiam ter a menor duvida. O Reino Unido estaria cruelmente dividido com a permanência ou a saída.

O que aconteceu: conservadores votaram contra conservadores, desobedeceram seus lideres e até suas convicções. Trabalhistas  procederam da mesma forçosamente igual, eram os outros 27 membros da UE . E acreditavam que se forma, não atenderam ás lideranças, votaram pela própria orientação.

Para os dois lados valia qualquer coisa. Os mudancistas, garantiam que os imigrantes levariam desemprego aos ingleses. Os que defendiam a permanência, respondiam que isso era ridículo num país que tem apenas 4 por cento de desempregados. Falavam que a permanência ou a saída, exporia o Reino Unido mais facilmente ao terrorismo. Os únicos que pensavam, orientavam e até sonhavam rigor que Reino Unido saísse, seria seguido por outros.

A partir das 2 da madrugada do Brasil, o resultado foi se concentrando a favor da saída, e isso ia se consolidando, á medida que a apuração ia avançando. Ás 3, os mudancistas chegavam a 50 por cento dos votos, não podiam mais perder. E ás 4 da madrugada, 8 da manhã em Londres, era anunciado o resultado oficial. 51,9 para a saída, 48,1 para a permanência. Era a tragédia anunciada. Sua projeção e profundidade irão sendo projetadas a partir de agora.

PS- Primeira conclusão efetiva. 8,30 em Londres, Cameron anunciou, deixará cargo.