29.7.16

FEPOSPETRO CONCLUI ETAPA DE CURSO SOBRE SAÚDE OCUPACIONAL DA PARCERIA COM REDE FRANGO ASSADO

Via SINPOSPETRO CAMPINAS -


Alertar e orientar frentistas e demais trabalhadores em postos de combustíveis sobre como se proteger da exposição ao benzeno, substância tóxica e cancerígena presente nos combustíveis. Esse é o objetivo principal da agenda de  curso “Benzeno, um risco à saúde”, desenvolvida  pelo Sindicato dos Frentistas de Campinas/SP em conjunto com a Federação Estadual- Fepospetro -, e Sindicato dos Médicos de Campinas e Região – Sindimed, com quem cuja parceria resultou na criação de cartilha homônima, distribuída durante as atividades nos postos. Implantada  há 7 meses, inicialmente para os postos da base do sindicato de Campinas, a ação que já beneficiou mais de 200 trabalhadores  teve no início de junho seu alcance ampliado após uma reunião na Fepospetro, em que ficou definido, entre representantes da categoria e da Rede Frango Assado presentes no encontro, acordo para estender os  vinte e oito postos da  empresa, em  São Paulo, o curso sobre saúde ocupacional.

A parceria teve nesta quinta feira (28) sua primeira etapa concluída, após passar pelos postos das cidades de Caieiras/SP, Louveira/SP, Sumaré/SP e Atibaia/SP, atividade que envolveu a participação um total de 70 trabalhadores. Responsável por ministrar o curso, o secretário de saúde da Fepospetro, Raimundo Nonato de Sousa, (Biro), avalia como fundamental a ideia de estender para todo o país o projeto. Segundo o sindicalista, romper com a barreira da falta de informação dos trabalhadores sobre o assunto é desafio  comum a toda a categoria: “A maioria dos trabalhadores ainda cultiva o  hábito de cheirar a tampa e de sugar a gasolina do tanque dos automóveis usando a boca, por exemplo, dentre outros costumes  perigosos para a saúde” alerta o sindicalista, sobre situações que aumentam em até 20 vezes as chances contaminação pelo benzeno. Será  retomado a partir da primeira semana de agosto, para um total de   8 postos no período, a agenda de  curso a qual, ao final da campanha, previsto para ocorrer  no início de outubro, voltará a abranger a base do sindicato de Campinas, que congrega cerca de  quatro  mil trabalhadores de 24 cidades.

*Assessoria de Imprensa Fenepospetro- Leila de Oliveira.