15.7.16

PRESIDENTE DA PETROBRÁS E DIRETORES SÃO "ENTERRADOS" NO RIO DE JANEIRO

Via Agência Petroleira de Notícias -

No início da tarde desta sexta-feira (15), petroleiros integrantes do Sindipetro-RJ realizaram um enterro simbólico do presidente e diretores da Petrobrás na sede do prédio Senado (Edisen) no Centro do Rio.


O protesto é contra o processo de desmonte da empresa que já anunciou a intenção de venda de ativos do sistema como a BR Distribuidora, Transpetro, Liquigás; usinas termoelétricas e dutos.

Em recente reunião com integrantes da diretoria do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros -FNP, o presidente da Petrobrás afirmou que o processo de desmonte da Petrobrás é irreversível, dada a crise que ela passa.

Os petroleiros também protestam contra o PL 4567/16 que desobriga a Petrobrás de operar 30% da produção de petróleo em áreas do Pré - sal, de autoria do senador e atual ministro de Relações Exteriores, José Serra (PSDB-SP). O projeto já foi aprovado neste mês na Comissão Especial e tem votação em plenário agendada no retorno do recesso parlamentar da Câmara dos Deputados previsto para o próximo mês de agosto em regime de urgência.

Além de protestarem contra a venda de ativos da Petrobrás e da alteração da lei de partilha do Pré -sal, os petroleiros denunciam que a empresa realiza uma série de demissões sumárias por justa causa de gerentes com longo tempo de trabalho, e da intensificação da prática de assédio moral aos seus trabalhadores com a divulgação de um ranking de punições através de sua intranet.