22.8.16

FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DOS TRABALHADORES É LANÇADA NA ALEP

Via UGT -

Foi lançada oficialmente no dia 16/8 (terça-feira), no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos dos Trabalhadores do Campo e da Cidade, que será coordenada pelo deputado Anibelli Neto (PMDB). O encontro reuniu o deputado licenciado e secretário de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Artagão Júnior (PSB); e representantes da União Geral dos Trabalhadores (UGT), e demais entidades representativas de trabalhadores.

De acordo com o deputado Anibelli Neto (foto), a nova Frente pretende atuar em conjunto com a Frente Parlamentar Mista do Congresso Nacional, e será uma das vozes na Assembleia para defender os interesses dos trabalhadores. “Tudo o que vier para esta Casa que for contra os direitos do trabalhador, seja do setor público ou do setor privado, será enfrentado por essa Frente, que se reunirá para debater tudo o que for possível a favor da classe”, acrescentou.

O secretário Artagão Júnior afirmou que os debates sobre os direitos dos trabalhadores precisam ser promovidos de maneira permanente. “Não adianta chegar apenas num momento de crise para tentar esse tipo de diálogo e buscar soluções. Uma frente parlamentar permanente em defesa do trabalhador, propondo e discutindo medidas em prol da classe, sem dúvida nenhuma irá ajudar o Poder Executivo a encontrar os caminhos adequados para que possamos gerar mais oportunidades e enfrentar essa crise nacional”, ressaltou.

Para o presidente da UGT-Paraná, Paulo Rossi, num momento de turbulência política e econômica pela qual passa o país, em que o governo interino do presidente Michel Temer (PMDB), acabou de aprovar no congresso o PLP 257, que retira os direitos nas negociações dos servidores públicos (Projeto enviado  pela presidente afasta Dilma Rousseff (PT)), e pretende ainda neste ano fazer reformas como as da Previdência e da CLT, retirando direitos e conquistas da classe trabalhadora, é de fundamental importância o apoio do parlamento paranaense. Rossi comentou ainda a tentativa de vários deputados federais em enfraquecer os sindicatos e por consequência a luta dos trabalhadores. “Infelizmente tem deputado que apresenta projetos retirando recursos que a quase totalidade das entidades sindicais aplicam no bem-estar dos seus representados, como por exemplo: assistência médica, odontológica, jurídica e de lazer, e acham que com isso, estarão fazendo uma grande coisa. Chegou a hora do movimento sindical manter sua unidade e combater qualquer tentativa de enfraquecimento dos trabalhadores”.

Integrantes – Além do coordenador Anibelli Neto, integram a Frente Parlamentar os deputados Requião Filho (PMDB), Tadeu Veneri (PT), Professor Lemos (PT), Chico Brasileiro (PSD), Tercílio Turini (PPS), Nelson Luersen (PDT), Evandro Araújo (PSC), Gilson de Souza (PSC), Luiz Claudio Romanelli (PSB), Pastor Edson Praczyk (PRB), Ademir Bier (PMDB), Gilberto Ribeiro (PRB), Nereu Moura (PMDB), Claudio Palozi (PSC), Ney Leprevost (PSD), Marcio Pacheco (PPL) e Rasca Rodrigues (PV).