17.8.16

PETROLEIROS FAZEM GREVE EM DEFESA DA PETROBRAS

EMANUEL CANCELLA -


Os trabalhadores da BR-Distribuidora iniciaram uma greve de cinco dias na segunda-feira (15). Esse é apenas o começo de um movimento que promete ser longo. Nos próximos dias outras empresas que integram o Sistema Petrobras continuarão a realizar atos, paralisações, greves.

A greve dos petroleiros é política. Não se trata de defender salário e direitos. É um movimento em defesa da Petrobras e do pré-sal, maior província de petróleo descoberta nos últimos 50 anos, no mundo.

Em 1994, Fernando Henrique (FHC) tentou privatizar a Petrobrás. A resposta foi uma greve de 32 dias. A resistência dos petroleiros permitiu, já com Lula, um novo ciclo de crescimento que viabilizou o pré-sal. FHC “quebrou” o monopólio, mas não conseguiu privatizar a maior empresa do país.

Hoje Pedro Parente, colocado na presidência da Petrobrás pelo mesmo grupo FHC-Serra, recorre às velhas falcatruas e mentiras. Diz que vai salvar a Petrobrás entregando o pré-sal e vendendo ativos como a BR e de outras empresas lucrativas do Sistema Petrobras.

Braço do PSDB, se antes a Globo taxava os petroleiros de “marajás”, hoje tenta passar à opinião pública a imagem de que somos todos “corruptos”. Hoje, com o golpe, o Brasil vive um retrocesso. Temer trouxe de volta o “ministro do apagão” de FHC, Pedro Parente.

Com Lula-Dilma, o país superou o risco de apagão, graças aos investimentos nas termoelétricas da Petrobrás. Mas as privatizações podem trazer esse pesadelo de volta.

A Petrobrás jamais deixou faltar combustível. O pré-sal já produz mais de um milhão de barris/dia. O Brasil tornou-se autossuficiente e uma potência na área de petróleo. É a cobiça sobre essa imensa riqueza que está no cerne do golpe em curso no país.

Só uma nova greve nacional dos petroleiros, que sensibilize a sociedade, poderá reverter a entrega do nosso petróleo. Essa é a lição que a história recente nos ensinou.

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP)