17.8.16

SINDICATO PROMOVE 'ROLEZINHO' NAS AMERICANAS CONTRA O VALE-COXINHA

Via SINDICATO DOS COMERCIÁRIOS-SP -


Nesta segunda-feira (15), o Sindicato dos Comerciários de São Paulo promoveu mais uma ação nas Lojas Americanas contra o vale-coxinha - nome dado ao valor do vale-refeição que a empresa oferece aos trabalhadores que, há quase 15 anos, é de R$ 4,50.

Desta vez, a Entidade Sindical promoveu uma espécie de 'rolezinho' na loja do Shopping SPMarket, na Zona Sul de São Paulo.

Militantes e diretores do Sindicato vestiram a camiseta de protesto, entraram na loja como clientes e tentaram comprar algo com o valor do vale-refeição pago aos comerciários. Sem sucesso! O dinheiro não paga nem uma caixa de chocolate.

Alguns clientes da loja se sensibilizaram e apoiaram a ação.

Já a gerência, que também é comerciária e sem dúvida recebe o mesmo vale-coxinha, se incomodou com o protesto e pediu a ajuda policial.

Mesmo com a tentativa da intervenção policial, a ação continuou na loja e no Shopping.

“É uma vergonha! Uma das empresas mais ricas do Brasil comete esse tipo de crime com o trabalhador. Vamos continuar as ações, até que alguém das Americanas resolva dialogar e solucionar essa irregularidade”, garante Josimar Andrade, diretor do Sindicato.

A Loja

Uma das maiores empresas do varejo, com mais de 960 lojas em todo o País. Só em 2015, a rede teve um lucro de mais de R$ 300 milhões e seu presidente é considerado o quarto homem mais rico do Brasil.

Entretanto, a Lojas Americanas comete atrocidades com seus empregados e muitas irregularidades trabalhistas. Entre elas:
_ Vale-refeição de R$ 4,50 - Sem reajuste há quase 15 anos
_ Desvio de função - Os comerciários são contratados como "auxiliares de loja", mas atuam como vendedores, repositores, atendentes e operadores de caixa. Tudo para não pagar o Piso da categoria.
_ Excesso de jornada - A empresa não paga as horas extras.

Mais fotos: