25.10.16

A POLITICALHA DO CONGRESSO NÃO FARÁ A REFORMA POLÍTICA INDISPENSÁVEL E PROGRESSISTA

HELIO FERNANDES-

Fartamente noticiado, que a "reforma política", estará na pauta da Câmara esta semana. Já está ultrapassada de 20 anos, entrando e saindo da pauta. A Constituição "cidadã", (presidente Ulisses Guimarães, relator Bernardo Cabral, que derrotou FHC, ha 28 anos), era para ser Parlamentarista. No meio do caminho se fundiu com o presidencialismo, permitindo esse execrável presidencialismo-pluripartidário. Traduzindo: nem Presidencialismo, nem Parlamentarismo. Ou as duas coisas ao mesmo tempo.

Em 1961, numa das diversas interrupções do regime democrático, civis e militares se juntaram para dar plenos poderes ao trêfego peralta que era Jânio Quadros. Brasília estava nascendo, ninguém se comunicava, JK definiu magistralmente a situação: "Eu não sabia se morava no Rio, em Brasília, ou se vivia num avião". Os generais se desentenderam, foram derrotados.

Leia mais na COLUNA