21.11.16

1 - GOVERNO COLOCA FORÇA NACIONAL À DISPOSIÇÃO DO RIO; 2 - Planalto procurou Facebook para se livrar dos emojis de vômito; 3 - GAROTINHO FOI SUBMETIDO A UMA ANGIOPLASTIA

REDAÇÃO -


O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, ofereceu o aparato da Força Nacional de Segurança que está no Rio para auxiliar nas ações que estão sendo realizadas na Cidade de Deus.

A informação é da Agência Brasil.

“O ministro Alexandre de Moraes está acompanhando os fatos ocorridos no Rio de Janeiro e desde ontem vem mantendo contato direto e constante com o secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro. Por oportuno, o ministro também colocou à disposição do governo local o efetivo da Força Nacional que está na cidade para prestar apoio na segurança pública da Cidade de Deus”, diz a nota.

O movimento acontece depois que um helicóptero da Polícia Militar foi abatido na comunidade ontem. Quatro policiais que tripulavam o veículo morreram na hora. A queda causou uma ação ostensiva na Cidade de Deus. Tiroteios mataram sete moradores e helicópteros patrulham o local desde cedo. (Informações Sputinik)


Leia também:
Planalto procurou Facebook para se livrar dos emojis de vômito


O Palácio do Planalto procurou o Facebook para saber como se livrar dos emojis de vômito, usados por manifestantes para protestar contra Michel Temer. Mas a rede social ainda está desenvolvendo uma maneira de cortar spam feito com as carinhas. Por enquanto, só sabe como cortar repetições de texto. Temer continuará dando enjoou em milhões nas no face, a informação é do colunista Lauro Jardim, O Globo.

***

GAROTINHO FOI SUBMETIDO A UMA ANGIOPLASTIA

O ex-governador Anthony Garotinho foi submetido a uma angioplastia para colocação de stent, ontem (20) no Hospital Quinta D'Or, na zona norte do Rio. Segundo Segundo nota oficial divulgada pelo hospital, o estado do ex-governador é estável e ele se encontra em observação na Unidade Cardiointensiva.

No exame de cateterismo a que Garotinho foi submetido no início da manhã de ontem, foi identificada uma obstrução da artéria coronária direita. Uma nota divulgada pela assessoria de imprensa do advogado Fernando Fernandes, que defende Garotinho, destacou o risco que o stress da remoção "intempestiva e desnecessária" o teria colocado em risco potencial."De acordo com o médico Marcial Raul Navarrete Uribe, 'houve risco potencial ao paciente de infarto agudo do miocárdio, quando submetido à situação de estresse, como ocorreu com sua remoção intempestiva, inadequada e desnecessária", diz a nota.
(Informações Brasil 247)