18.11.16

FRENTISTAS EM CAMPANHA SALARIAL NO PERNAMBUCO SE PREPARAM PARA “JOGO DURO DOS PATRÕES”

Via FENEPOSPETRO -

Em Campanha Salarial, os Frentistas de Pernambuco dão seguimento ao calendário de assembleias de discussão e aprovação da Pauta de Reivindicações dos cerca de quatorze mil trabalhadores em postos de combustíveis, enquanto analisam os possíveis efeitos que sobrevirão da atual conjuntura às negociações coletivas, cuja data-base é 1° de janeiro. As assembleias, após percorrerem as cidades de Caruaru, Petrolina e Serra Talhada, onde o sindicato tem subsedes, seguirão  neste final de semana acontecendo em Garanhuns e Carpina e, por fim, na próxima semana,  em  Recife, na sede da entidade.


Nesses encontros de trabalhadores, tem sido consenso o ponto de vista de que os patrões usarão a propalada crise para fazer “jogo duro” e assim brecar avanços salariais, conforme conta  Severino Pessoa, presidente do sindicato:  “A realidade é que mais da metade dos acordos coletivos fechados no mês de agosto ficaram abaixo da inflação do período, sendo que alguns tiveram  redução de jornada com cortes salariais” reconhece. O sindicalista antecipa, porém, que  não hesitará em pedir a participação da Federação Nacional dos Frentistas – Fenepospetro- nas negociações com o Sindicombustiveis-PE. Ao falar do histórico de dificuldades do sindicato no trato com a patronal do Estado, ele lembrou  a negociação passada, em que o acordo de 11% de reajuste que  elevou, após sucessivas reuniões, para R$ 1.190,80 ( já incluso os 30%) o salário médio da categoria, deixou de fora pontos relevantes, como a inclusão do Vale- Refeição, importante complementação do salário, "corroído pela inflação e o alto custo de vida",  segundo o presidente, que avisa: “Não vamos ceder ao jogo duro dos patrões nas mesas de negociações; a categoria deve se manter mobilizada, para enfrentar a situação” afirma.

*Assessoria de Imprensa Fenepospetro - Leila de Oliveira.