7.11.16

MONSTRUOSAS ATROCIDADES E A JUSTIÇA CRUZA OS BRAÇOS

MIRSON MURAD -


É impressionante como a Justiça brasileira pode cruzar os braços permitindo a impunidade desses monstros criminosos que destruíram cidades inteiras, mataram o Rio Doce, assassinaram 19 pessoas, trucidaram milhões de peixes e pássaros. A natureza abandonada, agonizante.

Faz um ano que a Samarco, A Vale e a BHP praticaram o maior desastre ecológico já ocorrido no Brasil - conscientemente - e continuam praticando o mesmo crime, monstruoso crime, atrocidades e desprezo às milhares de famílias vítimas de seu descaso, muita gente passando fome, não tendo onde morar, criancinhas vendo seus inocentes sonhos serem pulverizados, sem esperança de um futuro melhor. Essas criminosos foram multados, condenados... mas recorreram na Justiça.

Faz um (1 ano) que isso tudo aconteceu e, até agora, nada foi decidido pelas autoridades judiciais. Processos como esses, deveriam ser - OBRIGATORIAMENTE - julgados imediatamente para que não vigore a impunidade, que não aumente o diabólico sofrimento imposto às vítimas. Todos esses covardes, gananciosos e debochados bandidos, canalhas deveriam estar presos, há muito tempo.

A Samarco, a Vale e a BHP deveriam ter seus bens - todos os seus bens - bloqueados pela Justiça. Proibidas de funcionar, arresto de tudo que possuem, as vítimas estar recebendo socorro imediato em todas as suas necessidades mas... A Justiça continua de braços cruzados, os bandidos criminosos sendo tratados com "salamaleques" e até - absurdo dos absurdos - sendo recebidos com pompas e circunstâncias no Palácio do Planalto pelo golpista MiShell Temer para comes & bebes. Até quando, meu Deus? Até quando?