3.11.16

RENAN: O INTERMEDIÁRIO ENTRE A CORRUPÇÃO E O PLANALTO

HELIO FERNANDES -

A chamada desavença ou divergência histórica entre Renan e Temer, é apenas histérica ou circunstancial. Primeiro suplente de deputado, Temer assumiu o mandato, e quase imediatamente, foi eleito presidente da Câmara. Os dois atos, conseqüentes e coincidentes, maquinados e executados exclusivamente por Renan, ainda simples deputado.

Oculto por elipse, como se fosse apenas um teste gramatical, o objetivo maior: salvar o presidente FHC dos vários pedidos de impeachment. Garantido, conseguiu comprar até a reeleição, paga com dinheiro impuro. Tão impuro e sujo, que seria porta estandarte da Lava-Jato, se já existisse na época.

Leia mais na COLUNA