14.12.16

EMPREGADOS PERDEM FÉRIAS E 13º SALÁRIO POR FALTA DE CONHECIMENTO DE LEGISLAÇÃO

Via FENEPOSPETRO -


A falta de conhecimento de legislação sobre direitos e deveres do empregado tem levado muitos trabalhadores a prejuízos financeiros como perdas de direito a férias, 13º salário e até a risco de demissão por justa causa. O alerta é do Sinpospetro/MS (Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Mato Grosso do Sul), que apela para que as pessoas procurem se informar a respeito do assunto para não sofrerem danos como vem acontecendo com dezenas de pessoas nesse setor em todo o Estado.

Um dos problemas mais comuns ocorre quando o empregado recebe aviso prévio e comete o erro de achar que não precisa mais voltar à empresa para cumprir o aviso. “Essas faltas são computadas e podem resultar sim, como tem acontecido, em perda de direito a férias, 13º salário e outros benefícios”, explica José Hélio da Silva, presidente do Sinpospetro/MS.

O sindicato, segundo ele, está preocupado com o grande número de trabalhadores que tem procedido dessa maneira errada quando recebem aviso prévio da empresa e que são surpreendidos na hora do acerto de contas, com direitos perdidos por conta desse ato cometido no final de seu trabalho na empresa. José Hélio acredita que esse problema deve ser comum também em outros segmentos da economia de Mato Grosso do Sul.

Outro problema comum entre os empregados é a falta sem justificativa para a empresa. O empregado pode ser advertido e pode receber inclusive uma demissão por justa causa, o que prejudicaria enormemente o trabalhador, que seria punido financeiramente.

A diretoria do  Sinpospetro/MS afirma que está sempre à disposição dos empregados em postos de combustíveis de Mato Grosso do Sul para esclarecer qualquer dúvida e para orientar o trabalhador nessas e em outras situações, para que não tenha prejuízos no exercício de suas atividades profissionais. O telefone da entidade é (067)3042-0600. “Nesses tempos de crise, não podemos perder dinheiro por falta de informação, de conhecimento”, afirma José Hélio.

*Assessoria de Imprensa Sinpospetro-MS