24.1.17

1 - SERIA O BONNER? RIDÍCULA MANIFESTAÇÃO NO JORNAL NACIONAL; 2 - IMPLORO DE JOELHOS!

MIRSON MURAD -


Ontem, no Jornal Nacional da Rede Globo, foi mostrado um vídeo em que o troglodita Donald Trump, na Casa Branca, assinava cancelando a participação dos USA no maior acordo comercial do planeta, na presença de empresários de lá, e disse umas palavras a respeito. Como é normal, após o ato, Trump foi plaudido pelos presentes. Na bancada do J.N. alguém - isoladamente - ridiculamente - aplaudia também. Tudo leva a crer, só podia ser, o Willian Bonner pois sua colega estava no ar sendo focada pelas câmeras e não era ela. Muito ridículo, muito capachismo...

Aliás, sai de cena Barack Obama, brilhante orador, com seus discursos memoráveis, de grande efeito, e dá lugar a um roncador, esbravejador, um furioso besouro ameaçando a Deus e a todo o mundo, Donald Trump, figura grotesca, que ronca grosso, muito grosso. Entretanto, " o besouro também ronca e não faz mal a ninguém ". (Esse dito está em uma composição musical cuja letra é de minha autoria e a música do grande compositor, meu amigo-irmão, João Roberto Kelly).

***

IMPLORO DE JOELHOS!

Imploro, de joelhos, à empresa de telefonia OI que pare de ligar para mim oferecendo pacotes promocionais. Não quero comprar nada!... Imploro de joelhos, à empresa de telefonia TIM que também pare de telefonar-me oferecendo pacotes promocionais. Não quero comprar nada!... Imploro de joelhos, à empresa de telefonia CLARO que pare de telefonar para mim oferecendo pacotes promocionais. Não quero comprar nada!... Imploro de joelhos, à empresa de telefonia VIVO que pare também de telefonar-me oferecendo pacotes promocionais. Não quero comprar nada!... Enfim, imploro a todos os telemarketings que se esqueçam de mim. Não mais me telefonem oferecendo - por mais vantajoso que seja - qualquer coisa. Não quero comprar nada!... MEUS TELEFONES NÃO PARAM DE TOCAR. NÃO AGUENTO MAIS. HAJA PACIÊNCIA. ESTÃO ME INCOMODANDO. aliás, não só eu que sou incomodado. Toda a nação brasileira também é perturbada. Vão às ruas, façam um teste, perguntem a todas pessoas. Não encontrarão uma única que externará satisfação com essas ligações aborrecidas.