19.1.17

ATO CONTRA OS AUMENTOS DE TARIFA DE TRANSPORTE PÚBLICO GANHA APOIO POPULAR EM NITERÓI

ROGER MCNAUGHT -


No final da tarde desta quinta-feira, dia 18 de janeiro de 2017, uma passeata denunciando os desmandos das empresas de transporte público e as tarifas abusivas se iniciou em frente ao Terminal Rodoviário de Niterói (RJ), ao lado da estação das barcas.

Diversos manifestantes munidos de faixas e cartazes denunciaram o preço abusivo praticado contra a população que utiliza o transporte público – que tem preços nada acessíveis ao público já – perante uma qualidade que vem apresentando degradação constante e em palavras de ordem pediram “Tarifa Zero”.

Embora os ônibus municipais do Rio de Janeiro e de Niterói ainda não tenham sofrido reajuste até o momento, os preços nos outros modais que já era absurdo agora vai aumentar mais uma vez.  Usuários do transporte aquaviário (barcas) já vem sofrendo aumentos abusivos há anos perante uma qualidade insuficiente, reduções e descaso para com os moradores da Ilha do Governador por exemplo, e modificação na isenção de moradores de paquetá, que não possui nenhum outro meio de transporte entre a ilha e as demais áreas da cidade.


Ônibus intermunicipais sempre superlotados e cada vez mais caros, sem oferecer ao usuário nenhuma segurança ou conforto são o exemplo mais óbvio da falta de respeito para com os usuários que são forçados a se aglomerar em terminais e nos ônibus em pleno verão, sob temperaturas desumanas e insalubres.

Outro aspecto igualmente importante é a segregação causada pela escassez e política de preços praticadas tanto por empresas quanto por administrações interessadas em dividir a cidade e expulsar pessoas que não se enquadrem em seus padrões.

O ato, que foi organizado pelo Movimento Passe Livre de Niterói, se encerrou em frente à bilheteria das barcas após adentrar o terminal rodoviário e dialogar com os usuários, não houve nenhum incidente e diversos populares demonstraram apoio à causa.